Pesquise aqui

Custom Search

sábado, 28 de junho de 2014

TUDO sobre a Terrível Piometra

A Piometra é uma doença que atinge fêmeas tanto de cachorro como de gato. Prometo usar as imagens menos feias para ilustrar esse post e deixar vocês, donos e pais de animais, cientes da prevenção, da doença e do tratamento! No geral todas as femeas estão sujeitas a ter piometra um dia, mas existem algumas coisas que aumentam MUITO as chances da doença.

AUMENTAM AS CHANCES DE PIOMETRA:
  1. Nunca ter cruzado
  2. Nunca ter tido filhotes
  3. Ter tido muitas ninhadas
  4. Tomar injeção anticoncepcional
  5. Tomar remédio abortivo para ninhadas indesejadas
  6. Não ser castrada antes da velhice

O QUE É A PIOMETRA?
Nada mais é que a inflamação do útero. Se a cadela / gata usou muito o útero, ou nunca usou, ele pode simplesmente ficar irritado, inflamar e desenvolver uma infecção. Com a infeção, o pús produzido começa a preencher todo o útero "recheando-o". Uma infecção gravíssima que só é descoberta em estágios avançados.
PIOMETRA ABERTA x PIOMETRA FECHADA
Como o útero vai ficando cheio e pús, este pode ou não sair pela vagina da fêmea. se o pús sair, ótimo! É sinal que a fêmea tem uma Piometra Aberta e assim você consegue descobrir a doença e correr para o veterinário. Mas se o pús não sair, se ficar preso dentro do útero, é uma Piometra Fechada e dificilmente você irá descobrir a doença a tempo de salvar o animal.
  • Piometra Aberta: Pinga pús, você descobre a doença e pode operá-la de emergência.
  • Piometra Fechada: Não pinga pús e você não tem como saber que a fêmea está com a doença.

SINTOMAS DE PIOMETRA
  1. Animal inquieto
  2. Barriga dilatada
  3. Aparência de fêmea gestante (roliça)
  4. Pigando pús amarelo, rosa ou verde pela vagina
  5. Não parar de sangrar após o período de sangramento do cio
  6. Pupilas dilatadas
  7. Febre
  8. Sangue no xixi
  9. Carne rosada saindo pela vagina
Não vou colocar fotos aqui, ok? Todo mundo sabe ou deveria saber a aparência de pús... Se você achar que o xixi da sua fêmea está saindo turvo e não transparente, procure um veterinário para fazer um exame antecipado. Se a cadela / gata fizer as necessidades dentro de casa é mais ver se está pingando pús ou sangue. Mas se sua fêmea costuma ir na grama ou vive em um quintal, fica mais difícil. No geral, tente observar sua fêmea fazendo xixi, pois é nessa hora que mais costuma sair secreção.

ATENÇÃO:
NUNCA DÊ ANTICONCEPCIONAL E CASTRE SUA FÊMEA ANTES DA VELHICE!
MINHA CADELA / GATA ESTÁ COM PIOMETRA!
O que fazer? Em primeiro lugar, correr para um hospital veterinário. Como se trata de uma infecção, existem diferentes estágios da doença. Se a infecção estiver no início o veterinário irá agendar uma cirurgia. Mas se a piometra já estiver em um estágio muito avançado, a cirurgia deve ser imediata.

RAIO-X E ULTRASSOM PARA DIAGNÓSTICO

Se o veterinário não tiver certeza de que é piometra, ele pode pedir um raixo-x ou ultrassom para descobrir. Aqui vou comprarar dois ultrassons, o primeiro de uma fêmea gestante e o segundo de uma fêmea com piometra para que você possa notar a diferença.
 
Fêmea gestante - imagem de dogo-aleman-mexico.1foro.com
Fêmea com piometra - imagem de videosdigitals.uab.es
Na fêmea prenhe, é possível ver os crânios e as colunas de cada um dos filhotes dentro dela! Assim o veterinário pode contar e te dizer mais ou menos quantos devem nascer. Já no raio-x da piometra, tudo o que se vê é o volume do útero todo cheio de pús. Como o útero de cães e gatos é em formato de V ou Y, os filhotes ficam em fila dos dois lados do útero e saem, um de um lado, um do outro, até todos nascerem. Quando a fêmea está com piometra, o útero cheio fica com a aparência de um intestino, cheio de curvas e dobras, que mesmo na piometra aberta seguram o pús dentro dele.
SE A PIOMETRA NÃO FOR TRATADA
Se não tratar a piometra rápido, a fêmea vai morrer. Quando você descobre a doença precisa correr contra o relógio para salvar a sua cachorrinha! Isso porque, como o útero vai enchendo de pús, ele enche tanto que chega a se romper. Se ele romper, abrir, dentro da barriga da fêmea, o pús irá se espalhar por todos os órgãos e ela morre de infecção generalisada. Então é preciso correr para remover o útero antes que ele se rompa! As paredes do útero que normalmente são grossas e elásticas, ficam bem mais finas e frágeis.

Essa é a comparação entre um útero normal e um com piometra.

imagem de entrepatasebigodes.blogspot.com

NO CASO DE FÊMEAS IDOSAS
Se a sua fêmea está com piometra porque já está bem velha e não foi castrada, você pode até pensar que operar seria um risco dela morrer, mas se não operar ela morre com certeza! É melhor correr o risco dela morrer com a anestesia e você dormir tranquilo sabendo que fez de tudo para salvá-la, do que não operar e deixar ela morrer sofrendo enquanto você olha! Pense nisso, se operar ela tem a chance de viver mais algum tempo sem sofrer.

TRATAMENTO DA PIOMETRA
Se ela estiver no início, o médico irá receitar antibióticos e agendar a cirurgia. Se ela estiiver em um estágio avançado a cirurgia deve ser feita imediatamente. Não tem jeito, de qualquer modo a única chance de salvar o animal é a cirurgia para remoção do útero! Não existem remédios capazes de reverter a piometra. Nem antibióticos fortes são capzes de salvar o útero, eles apenas deixam o veterinário ganhar tempo para operar.

A CIRURGIA PARA REMOVER O ÚTERO
É preciso remover o útero para que ele não se rompa e não caia pús dentro da cavidade abdonimal da cadela / gatta, né? Então a remoção do útero é muito delicada! Não se pode apenas abrir e cortar as ligações do útero para depois sutirar. Se fizer isso o pús vai escorrer ou pingar e a fêmea morre de infecção generalisada de qualquer jeito!
Antes de remover o útero, ele deve ter as extremidades amarradas, como quando amarramos o cordão umbilical de um bebê, para pode cortar sem que o pús saia. O útero fica muitas vezes maior que o tamanho normal, então tudo fica mais complicado. O veterinário irá puxar todo o útero para fora do corpo da fêmea, mas com ele ainda preso. Ele irá dar nós com linha bem apertada nas extremidades onde irá cortar, ou prender com pinças cirúrgicas, depois ele corta e costura a parte interna do animal, retirando o útero inteiro e cheio, com as pontas amarradas! Geralmente o veterinário oferece aos donos para que eles vejam o tamanho que o útero estava... É assustador! No geral, as fêmas ficam muito magrinhas após a cirurgia, o que te dá a certeza que metade do peso delas era o útero com pús.

RECUPERAÇÃO / PÓS CIRÚRGICO
A cirurgia costuma demorar cerca de 2 horas e assim que o efeito da anestesia passa, se a fêmea estiver bem, pode ir pra casa. A cirurgia é a mesma para castração de fêmeas, então ela sairá da clinica com uma espécie de roupinha que impeça ela de lamber os pontos. No geral a cicatriz é bem pequena e depois fica imperceptível! A cadela / gata deve ficar 1 semana com a tal ropinha e tomando antibióticos para evitar a infecção do corte. Após esse período ela volta na clínica para remover os pontos e se tudo estiver certinho ela já pode ficar sem roupinha e sem remédios.

Na foto a seguir, uma cadelinha após a remoção do útero com piometra. O corte é bem pequeno e fica uma cicatriz muito suave depois.

imagem de juandediosveterinario.blogspot.com
COMO EVITAR A PIOMETRA
Para evitar esse mal é muito simples. Nunca dê injeções ou pílulas anticoncepcionais à sua fêmea e a castre jovem, se não pretender reproduzir, ou antes dos 6 anos. Quanto mais jovem, mais fácil e segura é a cirurgia de castração!
     
RELATO DE UM CASO DE PIOMETRA FELINA


Uma gata persa minha, na época com 4 anos e não castrada (era reprodutora de gatil) tinha o nome de Kattina. Nós não deixávamos que ela cruzasse sempre, mas mesmo assim, ela ficou "gordinha". Parecia muito um caso normal de sobrepeso. Ela agia normal e comia bem, por isso achamos que apenas regular a quantidade de ração seria o suficiente.

Ela não apresentou NENHUM sintoma fora o aumento de peso. Um dia, cheguei em casa, ela falou comigo e depois correu para o quarto. Assim que ela saiu do onde eu estava, vi que ficou uma gotinha amarelo-esverdeado na cerâmica. Corri, peguei ela e olhei a vagina. Estava molhada com a aparência de a Kattina estivesse há pouco tempo fazendo uma limpeza. Não demorou e vi surgir mais uma gotinha saindo dela.

Pegamos nossa Katt e corremos para o Hospital São Francisco, que fica na Lomas em Belém. Era um dia comu, por volta das 14 horas. O veterinário nos atendeu, apalpou a barriga dela (que apesar de gordinha era uma barriga mole) e nem pediu nenhum exame. Como eu já cheguei na clínica dizendo que saíram 2 gotas de pús da vagina, que ela não é castrada e que eu suspeitava de piometra, o veterinário viu que estava falando com quem já tinha conhecimento do assunto. Ele se disponibilizou para operar nossa gatinha naquele momento. O preço da cirurgia foi o mesmo de uma castração de fêmea, ela foi operada e 2 horas depois estava acordada e pronta para vir para casa. O veterinário cortou uma camisa de algodão de humanos e amarrou nas costas dela com vários nózinhos, fazendo uma espécie de cinta pós lipoescultura... Rsrs.

Chegamos em casa com nossa Kattina completamente grogue, ainda se recuperando da anestesia. Ela tentava andar e caía! Deseperador. Colocamos ela onde ela se sentia segura e deixamos água, comida e caixa de areia bem pertinho dela. A Katt dormiu por meia hora e já levantou para beber água e fazer xixi! Ficamos muito felizes.

A semana que ela ficou com os pontos, não podia fazer esforço nem pular... Mas ela é um gato! Ok, Foi bem dificil mante ela parada, mas deu certo e após essa semana ela retirou os pontos e ficou bem! Só pegou a mania de lamber a cicatriz com sua lixosa lingua de gato... Então o veterinario receitou uma pomadinha para passar na cicatriz para que não irritasse a pele, que já começava a esfolar de tantas lambidas.

Nossa Kattina viveu mais 6 anos após essa cirurgia! Morreu de velha, de uma hora para outra, sem nunca ter outra doença ou problema.

Texto e fotos da gata persa: Vivian Roncon
Imagens retiradas do Google em:
entrepatasebigodes.blogspot.com
dogo-aleman-mexico.1foro.com
videosdigitals.uab.es
juandediosveterinario.blogspot.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário