Pesquise aqui

Custom Search

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Fogos e rojões nas festas

Copa do Mundo, festas de São João, Reveillon... A multidão empolgada no período de festas sempre faz brincadeiras de mau gosto e adora utilizar fogos de artifício, bombinhas, rojões...

Imagem TV Record
Todo mundo que tem cachorro sabe o quanto isso é agressivo para eles! Esse post é para explicar como proteger seu cachorro destes problemas, tanto de acidentes como do barulho, deixando o animal mais calmo e mantendo o controle. Essas dicas não são apenas para a Copa do Mundo, mas servem para qualquer dia de jogo se na sua cidade as partidas forem muito comemoradas. Campeonatos, clássicos do futebol e finais, assim como as festas juninas, podem ser grandes problemas para os cachorros também. Mas a principal fonte de fogos de artifício é a festa de fim de ano, o Réveillon. O que eu colocar aqui pode ser usado sempre que houver fogos ou rojões.

Os problemas vem principalmente para:
• Idosos
• Gestantes
• Filhotes
• Animais que já possuem um trauma
• Animais estressados


O BARULHO E A LUZ
Um rojão já incomoda demais nós humanos. Imagina então o quanto incomoda um cachorro que escuta milhares de vezes melhor? Além do barulho vem a luz, que deixa o animal em pânico. Por mais que seja um cachorro valente, que não corra para baixo da cama com medo, grande, etc... Os fogos mexem sim com o psicológico de qualquer cão. Por mais que o animal esteja quieto, saiba que ele está muito assustado e incomodado. O desconforto pode fazer o animal chegar ao ponto de latir sem parar ou de tentar morder alguma coisa próxima. Todos sabemos que independente do tamanho do cachorro, um cão saudável e agradável é aquele que está equilibrado emocionalmente. Além do que não queremos nossos amores de 4 patas sofrendo, né? Então é nosso dever proteger eles! Lembre-se, você pode tapar os ouvidos, eles não.

FOGOS DE ARTIFÍCIO - QUEIMADURAS
Todo fogo de artifício possui faísca e por isso pode machucar uma pessoa ou animal. Se o cachorro for peludo como um spitz, pode inclusive PEGAR FOGO se uma faísca cair nele. Por isso é preciso respeitar os 5 metros de distância, as regras de uso e de restrição de idade. Apesar de fogos serem algo completamente inútil e desnecessário, quem gosta pode usar mas sempre se for um adulto ou se tiver um responsável.

O QUE PODE ACONTECER
  • Estresse
  • Ataque de pânico
  • Queimaduras
  • Problemas cardíacos em cães idosos
  • Traumas para filhotes 
  • Correr e se esconder
  • Correr para a rua
  • Vomitar de nervoso
  • Urinar de nervoso
  • Brigar com outros animais
  • Se machucar puxando a coleira
Imagem TV Record

O QUE PODE SER FEITO?
  • Se você mora em casa, coloque uma identificação na coleira do cão, com nome, telefone, endereço... Assim se ele fugir podem te ajudar a encontrar ele.
  • Se o animal fica no quintal, coloque ele em algum cômodo dentro da casa. Assim o estresse será menor.
  • Se você estiver recebendo visitas em casa, deixe o cachorro isolado em um cômodo para que ele não seja pisoteado, assustado pela movimentação ou fuja porque um dos convidados abriu a porta e não percebeu. Assim ele também não come resto de comida de nenhum visitante. 
  • Deixe o cachorro em um cômodo com portas, janelas e cortinas fechadas. Pode ligar um abajur se achar que ficou muito escuro. As janelas e cortinas devem ficar fechadas para abafar o barulho dos rojões e para evitar que o cão veja os fogos ou queiram pular.
  • Ligue o ventilador ou ar condicionado (dependendo da região e da disponibilidade), para deixar o cão confortável e para distraí-lo.
  • Ligue um som ou TV (em algum canal que não esteja passando jogo) com volume alto. A intenção é distrair a atenção do animal para que ele não perceba os fogos. 
  • No dia do jogo dê alimentos leves ao seu cachorro. Apenas a ração e sem exageros. O nervosismo pode trazer problemas digestivos que vão de vômitos a torções de estômago.
  • Se o cachorro estiver desesperado, você deve agir como se aquilo fosse algo normal. Não incentive o cão a fizer mais medroso ou a se esconder.
  • Não deixe o cachorro acorrentado para que ele não se machuque puxando a coleira.
  • Se você já sabe que seu cão costuma passar mal com fogos, pode colocar tampões se algodão nós ouvidos dele e remover após o termino do festejo.
  • Mantenha portas e portões fechados. Principalmente se estiver acontecendo um churrasco ou festa na sua casa.

EM CASO DE QUEIMADURA
Não use nenhum produto no machucado! Nada de por pasta de dentes ou algum remédio. O correto é apenas lavar em água corrente abundante. Pegue o animal e coloque a parte machucada embaixo do chuveiro, com água fria ou natural, para que o machucado pare de queimar ele. Pegue o cachorro e corra com ele para um hospital ou clínica veterinária.
Não use remédio, pois senão o veterinário terá ainda mais trabalho e será ainda mais dolorido para limpar a queimadura. E não enrole nada no machucado, nem toalha, nem atadura, nada. Pois isso pode grudar na ferida e vai ser bem difícil remover depois.

•.
•.•.
•.

As fotos que utilizei são de uma reportagem editada por mim para o Balanço Geral Brasília, da TV Record. O link segue aqui para quem quiser aprender os riscos dos fogos de artifício.

E no final, o meu desejo é o mesmo que o do Canil Lora Danna. Ele foi publicado no dia da abertura da copa de 2014.


Texto: Vivian Roncon
Fotos: Marcos Lira - Record Centro Oeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário