Pesquise aqui

Custom Search

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Excalibur - Cachorro contaminado por Ebola é sacrificado na Europa


O cachorro chamado Excalibur pertencia a uma enfermeira que contraiu o vírus mortal após tratar um padre, que morreu mês passado em Madrid. A enfermeira e o marido estão de quarentena, mas o governo espanhol decidiu sacrificar o cachorro para evitar riscos de contagio por humanos! 
 

Alguns cães podem conviver com o Ebola sem demonstrar sintomas, mas mesmo assim, seus fluidos corporais, secreções e sangue, podem transmitir o vírus. Por isso, para tentar evitar o sacrifício do animal, pessoas e ONGS do mundo todo fizeram manifestações em redes sociais e abaixo-assinados online para que o cachorro fosse colocado de quarentena ao invés de assassinado. Mas não ge e jeito. Hoje, 08/10/2014, o governo espanhol matou Excalibur.


O governo conseguiu um mandado de justiça para fazer a eutanasia, já que os donos, infectados e de quarentena, estavam revoltados e contra essa decisão. Mas alegando medidas de biossegurança não especificadas, o animal foi sacrificado e seu corpo será incinerado para que o vírus seja exterminado.


O sacrifício causou revolta geral na internet e principalmente nas pessoas da região. Muitos se dizem envergonhados por serem humanos e por fazerem parte dessa raça mesquinha e má. Que mata sem motivo e que só pensa em si mesma. Varias fotos foram postadas como homenagem ou protesto pela morte de Excalibur.




Agora só nos resta torcer para que o vírus se controle logo... Que as pessoas parem de morrer e se contaminar. Assim nossos animais também ficam seguros e não correm risco de serem assassinados como fizeram como Excalibur.

Texto: Vivian Roncon

domingo, 5 de outubro de 2014

Aprenda a denunciar Maus Tratos e Abandono!


Maus tratos a animais, zoofilia - estupros, abandono, espancamento, jogar da janela, atropelar e não socorrer, atropelar propositalmente, envenenar, jogar água quente, jogar pedras ou paus, tentar afogar, deixar preso no sol ou na chuva, deixar sem água ou sem comida, deixar no meio das próprias fezes... Tudo isso configura crime de maus tratos. E sim, maus tratos agora pode dar cadeia no Brasil. A pessoa que for pega pelo crime de maus tratos a animais pode pegar de 3 meses a 1 ano de cadeia, se não for réu primário. Se o agressor nunca teve passagem pela polícia, ela perde a primariedade penal e tem uma punição um pouco mais leve. Mas paga com serviços sociais e recentemente um caso foi aprovado em que o agressor foi condenado a pagar todas as custas com veterinário e ração dos cães agredidos por 1 ano. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SAIBA COMO FAZER PARA DENUNCIAR MAUS TRATOS

Quem vê uma injustiça e não faz nada, está cometendo uma injustiça também. Por isso eu vou ensinar vocês a denunciarem casos de maus tratos! É simples e sua identidade fica preservada! Ajudem a salvar a vida daqueles que nunca desejaram o mal de ninguém.

COMO VOCÊ DEVE AGIR AO VER UM CASO

Se for um caso de animal passando fome / sede / no sol: 
- Você pode tentar dar pelas grades ou muros o que o animal precisa (água, comida, sombra) antes de denunciar. 
- Você pode até tentar bater na porta e falar com o proprietário do animal, amigavelmente é acompanhado por testemunhas filmando, para que ele ajude o animal e dê o que está faltando. Se ele for receptivo e cuidar do animal, você pode apenas ficar de olho e esperar para ver se ele volta a cometer o crime, ai sim denúncia. Se ele tratar as pessoas mau e não ligar para o animal, deixando ele sob maus tratos, você faz a denúncia e leva a filmagem da tentativa de conversa.

Se for um caso de animal machucado / com dor:
- Você pode socorrer o animal e levá-lo até um abrigo ou veterinário antes de fazer a denúncia. O ideal é filmar a situação em que o animal foi encontrado e o momento em que foi entregue para o abrigo ou veterinario. Serão provas importantes no caso de maus tratos e sempre tenha testemunhas com você ou narre os fatos no vídeo.


DENUNCIANDO O CRIME DE MAUS TRATOS

- Reúna as provas (fotos, vídeos, testemunhas).
- Reúna os dados que conseguir do proprietário, residência, se existem outros animais no mesmo lugar, etc...
- Não tem como denunciar por telefone.
- Você precisa ir até a delegacia de polícia mais próxima do local onde o crime ocorreu ou o animal foi encontrado.
- Se o animal foi resgatado, leve vídeos ou testemunhas com você.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O PERFIL DOENTE DE QUEM AGRIDE OS ANIMAIS

Os psicólogos tem plena convicção que um monstro desses, capaz de matar filhotes ou torturar animais, também será cruel com pessoas um dia. Uma pessoa que chega a tal nível de maldade, precisa ter uma mente doente e psicótica em um nível sem volta. A pessoa que é capaz de cortar patas de um cachorro vivo fora, também é capaz de matar uma criança, não que para mim isso seja pior. Mas simplesmente, tem gente que acha que enquanto é com bicho "tudo bem". Tudo bem? Tudo bem uma ova! Eu acho que esses monstros deviam fazer essas coisas com essas pessoas que acham que torturar, mutilar e matar animais está "tudo bem". 



Estudos psiquiátricos comprovaram que pessoas doentes despejam nos animais as suas frustrações e complexos. Ou seja, o cara não manda em casa e quer mandar em cachorro e gato! Leva chifre da mulher e mata cachorro pra mostrar que é macho. Se sente mais importante afogando passarinho dentro de gaiola na piscina. O que é isso gente? 

Lembra da história da enfermeira de formosa que espancou e matou o cachorrinho yorkshire na frente da criança de 2 anos? Poise. Ela chutou, jogou ele contra a parede, molhou, bateu com o balde e no final jogou pela sacada. O cachorro caiu no térreo do prédio morto. Por sorte o vizinho conseguiu filmar para ter as provas do crime. A repercussão foi enorme e nacional. Ela fugiu, se escondeu, sofreu muitas represálias, e acabou pagando com trabalho social por ser ré primária. 



Recentemente encontrei uma pessoa, uma mulher perua fresca nojenta, que não seria nada da vida se não fosse casada com um cara rico, e ela cheia de complexos tinha o sonho de matar o gato do marido. E nem vergonha tinha de dizer isso! Dizia que já havia pedido várias vezes para o jardineiro matar o gato, mas o jardineiro se negava. E ainda chegou ao cúmulo de pedir dicas de como se mata um gato. Dá para acreditar?? E não é uma pessoa sem cultura! É uma pessoa rica é importante aqui de Brasília! Que eu só não posso dizer o nome porque infelizmente não estava gravando na hora e por isso não tenho provas. Se eu disser o nome levo um processo. Mas isso é revoltante! Ver uma mulher complexada e frustada dessas, sem perspectiva nenhuma de vida, querer descontar nos animais seus traumas de merda.




------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  • CACHORRINHO TRANCADO NO CARRO TODO FECHADO
Recentemente a Record Brasília mostrou um vídeo ao vivo no Balanço Geral DF. Um telespectador enviou esse flagrante pro whatsapp da Record. Era um cachorrinho, um poodle branco, trancado em um carro vermelho todo fechado no sol no Cruzeiro. 



O calor aqui em Brasília estava de matar esses dias e o sol muito forte. Dá pra ver que o animal foi pro chão do carro para tentar se esconder um pouco na sombra. Todos os vidros estavam totalmente fechados e ele poderia morrer a qualquer momento de calor ou asfixia. Mas no final o dono apareceu e o cachorro ficou bem. Não sei como ficou o caso na polícia.

  • CASEIRO TENTA AFOGAR CACHORRO DURANTE BANHO
Esse foi o vídeo que mais chocou nos últimos tempos. Eu mesma não consegui ver, apenas bati essa foto. Um telespectador do Balanço Geral DF, filmou o caseiro dessa casa tentando matar um filhote de vira-lata durante um banho. No início no vídeo, nada demais, o cachorro fica quietinho e o caseiro só molha ele com a mangueira. Mas após 2 minutos de vídeo, a sessão de tortura e terror começa. 


Eu não posso descrever as cenas porque, como já disse, eu não vi o vídeo. Mas o cachorro grita de dor o tempo todo enquanto o idiota chuta, tenta enforcar pela coleira, dá sócios na cabeça, tenta afogar com a mangueira no focinho, etc. E as imagens parecem não ter fim... A tortura durou muito tempo. 

A Record foi lá logo em seguida e não encontrou o filhote do vídeo de espancamento, apenas uma vira-lata adulta e um labrador preto nos canis improvisados e impróprios do local.


Logo após a repercussão do caso, o caseiro e o dono do lote soltaram todos os cães na rua e ficaram apenas com o labrador preto preso. Os cães foram encontrados vagando desnorteados pela rua e resgatados por um grupo de pessoas e pela deputada Carolina Mourão. Em seguida eles foram até o local para ver se existiam mais cães ali e para buscar o labrador.


Os canis eram úmidos e mofados, sujos. O labrador era super manso e os voluntários resgataram ele também, apesar dos protestos do dono do lote. Até então, acreditava-se que eram apenas 3 cães que viviam ali naquele lugar: o labrador, a vira-lata adulta e uma filhote que seria o animal espancado no vídeo. Mas após isso a Deputada Carolina Mourão conseguiu descobrir uma outra filhote em uma clínica veterinária, que foi entregue pelo dono do lote para ser tratada. 

Ele entregou a cadelinha lá escondido. E ela chegou para o veterinário molhada, com inflamação nos ouvidos e fraturas na pata. Ai não restará, dúvidas! No total eram 4 cães e o cachorro que aparece apanhando no vídeo era o filhote que foi entregue na clínica veterinária como tentativa de esconder provas. Felizmente ela está bem e foi adotada pelo próprio veterinário que a tratou.

O caseiro disse que sempre o mandavam dar banho nos cães e ele detestava fazer aquilo. Disse que no dia da agressão estava bêbado... Tanto o caseiro quanto o dono do lote perderam a primariedade penal e talvez tenham que arcar com os custos veterinarinarios de todos os cães, além de ração por um ano para eles.


  • JOGADO DO CARRO E ATROPELADO DUAS VEZES
Como eu queria descobrir quem fez isso... O Bob é um cachorrinho super pequeno. Pois pegaram ele, arremeçaram para fora do carro em movimento em Taguatinga DF, ele caiu na pista, foi atropelado pelo primeiro carro que passou por cima das patas e depois foi atropelado pelo segundo carro que dobrou a coluna dele ao meio. Tudo foi visto de perto por Alexandre que vinha de moto e correu para socorrer o animal. 


Bob foi um nome escolhido pelo Alexandre ao chegar na clínica com o cachorrinho atropelado.  Ele não morreu por um milagre! Esse é o Bob logo que foi socorrido.


Nunca mais irá andar, mas está bem. Está medicado contra dor e precisa fazer exames para não comprometer mais as patas traseiras. Agora só precisa fazer uma cirurgia na bexiga e ganhou uma cadeirinha de rodas de um voluntário. 


Esse é o Alexandre e o veterinário que está cuidando do Bob. Nós deixamos aqui um MUITO OBRIGADO a esse homem que parou a moto no meio do trânsito para salvar um animal que estava condenado a morrer.



Texto: Vivian Roncon

Planos de saúde para animais

Criar um bicho de estimação envolve uma série de gastos, principalmente com a saúde, e alguns tratamentos podem custar bem caro. Por isso algumas empresas criaram planos de saúde exclusivos para cães e gatos! Eles cobrem consultas, vacinas e até cirurgias. 

Você paga um valor mensal, trimestral ou semestral pelo plano de saúde e tem direito a usar como um plano de saúde de humanos. 

Pérola Negra é uma cadelinha SRD (sem raça definida) que tem em apenas 1 ano e meio de vida já teve vários problemas de saúde. 


Ela teve uma verminose muito séria, que já estava comendo a parede do intestino dela, e depois ela teve um tipo muito complicado de sarna. Entre os dois tratamentos, o dono gastou cerca de 8 mil reais para tratar a Pérola Negra. Um gasto que ninguém espera ter, principalmente com um animal tão jovem!


É para evitar esse tipo de gasto inesperado que algumas pessoas recorrem aos planos de saúde para animais de estimação! Todo mundo que tem algum bichinho, já inclui nas despesas mensais os gastos com alimentação, banho, remédios, transporte, mas esses gastos  e os extras com consultas e veterinario podem ser cobertos por planos de saúde. 


É preciso ler atentamente o contrato antes de assinar! Veja com cuidado tudo o que você terá direito para ter certeza que será útil e mais barato que pagar apenas quando precisar usar. Peça para levar uma cópia do contrato para casa, leia com calma e volte depois para fechar o negócio! Pois os planos de saude costumam ter planos  e preços diferentes dependendo do que você quer. Faça com cuidado e atenção para não ficar pagando um plano de saúde animal e na hora que precisar usar descobrir que não tem direito ao serviço que gostaria.

Por exemplo, o mais caro de uma cirurgia, não é o procedimento em si, mas sim a anestesia e as diárias de internação. Se o plano de saúde cobre a cirurgia, mas não cobre a anestesia nem a diária, não vale a pena porque você vai ter que pagar praticamente o valor total da cirurgia! A anestesia muitas vezes é mais cara que a cirurgia e cada dia de internação é caríssimo. 

Também tome cuidado com os pacotes de banho. Não adiante comprar um plano que te dá direito a milhares de banhos se você não dá todos esses banhos no seu animal e nem pretende dar. É como pagar uma academia para fazer 100 modalidades diferentes e ir lá apenas fazer esteira uma vez por semana. Até porque, não se esqueça que banho toda semana apodrece o pelo do cachorro e deixa ele eternamente fedorento e com problemas de pele.



QUANDO O PLANO DE SAÚDE VALE A PENA

Ele vale a pena, principalmente se for um plano que tenha apenas as coisas que o seu cachorro realmente usa, se for um preço bom e cobrir coisas como vacinas, vermífugos, consultas, acidentes e cirurgias. Nunca sabemos quando o nosso animal vai sofrer um acidente ou descobriremos uma doença escondida nele. É importante ter essa segurança se não quiser gastar um dinheiro inesperado.


Se o cachorro ou gato for idoso ou já tiver algum problema, é interessante ter o plano de saúde Pet, já prevendo que ele precisará sempre de acompanhamento médico. Fêmeas que reproduzem também podem ter o plano para fazerem Pré natal e cesarianas.

Então no geral, é legal todo cão ou gato ter o seu planinho para o dono dormir mais tranquilo a noite. Não é todo mundo que pode pagar, eu sei, até porque os gastos mensais já são bem altos. Mas ter um plano de saúde em um animal que já indica precisar frequentemente de médicos veterinários é poupar muito dinheiro no futuro e não deixar seu melhor amigo na mão quando ele mais precisar.

Texto: Vivian Roncon

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Benefícios do azeite na ração

O azeite é muito bom para nós humanos. Todos os nutricionistas fazem questão de dizer isso e de colocar o azeite nas dietas, não só para perder peso, mas para suprir as necessidades do corpo e pela fonte de ômega 3. 

Acontece que assim como na gente, nos cães o azeite também ajuda muito. Ele pode ajudar em uma série de fatores! O principal deles é a prisão de ventre, ajudando a soltar o intestino e lubrificar as fezes. Só que o ômega 3 do azeite também age contra dermatites caninas, protegendo seu animal e deixando a pele dele sempre saudável! A dica veio do Dr. Douglas Bessa Figueira da Clínica PetNostic Especialidades no Instagram! Segue a foto da dica e do perfil do Dr. Douglas e da Clínica.




Benefícios do azeite:
- Ajuda a emagrecer
- Colesterol bom
Ajuda a regular o funcionamento do intestino
- Combate dermatites

Cuidados:
- Filhotes não devem usar
- Se der demais causa diarreia e engorda
- Verifique se a ração, petiscos e patês já possuem azeite na composição


COMO DAR O AZEITE

Você pode colocar 1 colher de chá de azeite virgem ou extra virgem (preferencialmente) misturada à ração do seu cão ou gato 1 vez por semana. Cães idoso ou com problemas de pisão de ventre podem receber o azeite de 3 em 3 dias. Uma dica legal de usar o azeite é misturar ele no patê ou sachê se você for acostumado a dar alimentos úmidos ao seu pet! Assim ele nem vai perceber a presença do azeite. Alguns alimentos já possuem doses de azeite extra virgem também, então sempre leia os rótulos para não exagerar na quantidade! Se o patê que seu animal come aos finais sede semana já possui azeite na composição, você não precisa acrescentar mais azeite na ração dele, ou quem sabe pode colocar uma colher menor de azeite. Já animais com prisão de ventre ou problemas crônicos de dermatite, podem receber um pouco a mais de azeite para conseguir recuperar o funcionamento normal do corpo. Quando estiverem bem você reduz a dose de azeite. Não exagere no azeite para não engordar e não dar diarréia no animal! É meio óbvio que, se o azeite solta intestino, se exagerar na dose ele vai dar diarréia. Filhotes não devem receber o azeite! A menos que o veterinário prescreva após uma consulta!

Texto: Vivian Roncon


domingo, 14 de setembro de 2014

Sarita sendo linda!

Quando os Spitz levantam essa bundinha e balançam esse rabinho de espanador é de amolecer qualquer coração! hehehe

Quem é pai ou mãe de spitz alemão e já tentou dar bronca no cachorro, mas teve as pernas quebradas porque ele fez isso no meio do sermão, sabe bem o que eu estou falando xD

Não é fofa essa minha filha?

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Dia do Médico Veterinário


Foi no dia 9 de setembro que o presidente Getulio Vargas autorizou a profissão e o ensino da medicna veterinária no Brasil. Por isso no dia 9 de setembro a gente comemora o Dia do Veterinário. Essa profissão tão nobre e tão importante. 

Não é fácil o que eles enfrentam por amor aos animais. Tudo o que eles abrem mão e precisam abdicar. Quando você vê um animal abandonado e ajuda sem poder e sem receber nada em troca, doando seu tempo e seu trabalho. Quando você faz um descontão, só pra ajudar no tratamento de um animal que o dono não tem como pagar. Quando você vira noites de plantão com animais que precisam atenção... Quando você precisa dar uma notícia ruim a um dono que ama demais seu animal doente. E o mais importante, quando você faz tudo o que pode para aliviar e ajudar aqueles animais que estão morrendo. Aqueles que podem morrer a qualquer momento, mas que precisam de carinho e de alguém ali ao lado, enquanto houver esperança. 

É uma profissão nobre e que merece total respeito. Por isso o Blog Spitz Laranja faz essa humilde homenagem.

Texto: Vívian Roncon

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Cuidado com coleiras - LUTO por Tande


Gente, todos nós, spitz e donos de spitz do Brasil, ficamos MUITO tristes essa semana. Um amigo nosso, o Tande de 1 ano. 3 meses, morreu de forma trágida por causa da coleira. Todos acompanhávamos ele e suas aventuras nas redes sociais (facebook e instagram) pelo nome tandeluludapomerania. 


E a notícia da morte chegou como uma choque a todos nós! Os momentos de desespero que a a dona dele passou, poderiam ter sido com qualquer um de nós! Todos estamos muito tristes. Falo por mim, pela Sarita e pelos donos de várias Spitz que acompanham o blog,o meu facebook ou o instagram @sarita_spitz . Lá mesmo colocamos uma foto com mensagem de luto para Tande.


Vários outros amigos do instagram fizeram o mesmo. E alguns colocaram suas próprias fotos tristes pelo falecimento de Tande... Aqui tem a do @guinnesspom , da @lolita_bernardo e da @lulaspitz .


O ACIDENTE DO TANDE
Aconteceu durante um passei. A coleira se soltou, não se sabe direito o porque, pois foi muito rápido. Mas a coleira se soltou sozinha e o Tande ficou livre durante o passeio. O pequeno correu para o meio da pista e foi atropelado. Morreu pouco depois no colo da mãe, Carol. Dá pra ter idéia do que ela passou? Por isso eu peço que todos mandem pensamentos positivos, não só pro lindo Tande, mas pra mamãe dele também. Para que ela esqueça e tire essas imagens horríveis da memória... Para que ela se lembre dele apenas desse jeito, lindo e alegre. Como todos nós conhecemos e nós lembraremos para sempre. 


O MESMO JÁ ACONTECEU COM A SARITA
Só que ela não estava na rua, graças a Deus! Estava passeando no gramado do condomínio fechado onde eu moro. Ela estava com uma coleira de metro nova, dessas caras, importadas. A coleira era linda! Rosa, toda florida, com a guia em fita para ser mais resistente, para cães de até 10 kg (Sarita pesa 3kg)... E mesmo assim, na primeira corrida da Sarita a coleira esticou e soltou a fita da caixinha que eu estava segurando. Resultado: Sarita que estava correndo feliz, continuou correndo feliz como se nada tivesse acontecido, a guia solta foi arrastando pelo chão atrás dela, eu fiquei com a caixinha da coleira na mão em desespero e sem saber o que fazer.

Por sorte gritei pela Sarita que parou e começou a correr na minha direção. Ela ficou correndo em círculos ao meu redor até eu conseguir pegar a ponta da guia que estava arrastando pelo chão e segurar ela. Ainda bem que era um lugar seguro, que não existiam carros nem a chance da Sarita ir embora e não voltar. Que isso sirva para vocês verem que nem as coleiras mais caras estão livres desse tipo de problema! 

Essa droga de coleira caríssima não durou 5 minutos! Em compensação, outra coleira de metro vagabunda que custou 9,99 durou anos. Ou seja, não confie na sorte. Use as coleiras de metro apenas em lugares seguros, sempre sabendo que a coleira pode soltar e nunca deixando a guia esticar até o final! Agora eu sempre prendo a coleira antes do final do comprimento dela. Nunca mais passo por esse desespero.

O que aconteceu com o Tande, poderia ter acontecido comigo.


CUIDADOS COM A COLEIRA
Todos sabemos que a coleira é a segurança que o cachorro tem para não ser atropelado, não precisamos falar isso. Mas sim, acidentes acontecem e o que aconteceu com o pobrezinho do Tande pode acontecer com qualquer um de nós. Até as melhores coleiras, das melhores marcas importadas, podem falhar. O que se pode fazer apenas é tomar algumas precauções e ficar sempre atento a pequenos detalhes. 


NA HORA DE COMPRAR A COLEIRA 
  • Escolha bem a coleira quando for comprar, olhe todos os fechos e a descrição do produto (indicação de peso e força que ela suporta)
  • Não compre coleira pela internet, compre apenas se puder pegar e testar na hora
  • Não compre coleira fechada em embalagem, compre apenas se puder abrir e testar na hora
  • Prefira sempre fechos e encaixes de metal aos de plástico 
  • Prefira coleiras feias e seguras às bonitas e frágeis 
  • Só compre se estiver com o cachorro para experimentar e ver se o tamanho é o correto
  • Nunca compre coleira maior ou menor que o ideal, ela precisa ser do tamanho correto para não machucar ou deixar o animal escapar
  • Algumas coleiras prendem com velcro e com fivela, essas são ainda mais seguras
  • Coleiras de metro (para correr) não são confiáveis para ir para à rua, apenas para parque onde não exista perigo 

NA HORA DOS PASSEIOS
  • Sempre passe a guia da coleira pelo seu pulso, para que ela não escape da mão quando o animal puxar
  • Atenção triplicada durante os passeios
  • Mantenha o animal sempre perto de você
  • Repare as coisas que estão à frente, assim você pode evitar problemas durante o passeio 
  • Se a coleira for de metro, sempre a trave antes do final do comprimento
  • Se você só pode passear na rua, só use guias comuns e mantenha o cachorro sempre perto das suas pernas
 
Eu sou muito neurótica com esse tipo de coisa... Na verdade não levo não a Sarita para passear na rua pois sempre penso que se existe a chance de dar errado, vai dar. Passeio com a Sarita apenas em parques ou dentro do meu condomínio, que tem poucos carros. Olha a Sarita passeando com a vovó dela.


Texto: Vivian Roncon