Pesquise aqui

Custom Search

domingo, 14 de setembro de 2014

Sarita sendo linda!

Quando os Spitz levantam essa bundinha e balançam esse rabinho de espanador é de amolecer qualquer coração! hehehe

Quem é pai ou mãe de spitz alemão e já tentou dar bronca no cachorro, mas teve as pernas quebradas porque ele fez isso no meio do sermão, sabe bem o que eu estou falando xD

Não é fofa essa minha filha?

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Dia do Médico Veterinário


Foi no dia 9 de setembro que o presidente Getulio Vargas autorizou a profissão e o ensino da medicna veterinária no Brasil. Por isso no dia 9 de setembro a gente comemora o Dia do Veterinário. Essa profissão tão nobre e tão importante. 

Não é fácil o que eles enfrentam por amor aos animais. Tudo o que eles abrem mão e precisam abdicar. Quando você vê um animal abandonado e ajuda sem poder e sem receber nada em troca, doando seu tempo e seu trabalho. Quando você faz um descontão, só pra ajudar no tratamento de um animal que o dono não tem como pagar. Quando você vira noites de plantão com animais que precisam atenção... Quando você precisa dar uma notícia ruim a um dono que ama demais seu animal doente. E o mais importante, quando você faz tudo o que pode para aliviar e ajudar aqueles animais que estão morrendo. Aqueles que podem morrer a qualquer momento, mas que precisam de carinho e de alguém ali ao lado, enquanto houver esperança. 

É uma profissão nobre e que merece total respeito. Por isso o Blog Spitz Laranja faz essa humilde homenagem.

Texto: Vívian Roncon

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Cuidado com coleiras - LUTO por Tande


Gente, todos nós, spitz e donos de spitz do Brasil, ficamos MUITO tristes essa semana. Um amigo nosso, o Tande de 1 ano. 3 meses, morreu de forma trágida por causa da coleira. Todos acompanhávamos ele e suas aventuras nas redes sociais (facebook e instagram) pelo nome tandeluludapomerania. 


E a notícia da morte chegou como uma choque a todos nós! Os momentos de desespero que a a dona dele passou, poderiam ter sido com qualquer um de nós! Todos estamos muito tristes. Falo por mim, pela Sarita e pelos donos de várias Spitz que acompanham o blog,o meu facebook ou o instagram @sarita_spitz . Lá mesmo colocamos uma foto com mensagem de luto para Tande.


Vários outros amigos do instagram fizeram o mesmo. E alguns colocaram suas próprias fotos tristes pelo falecimento de Tande... Aqui tem a do @guinnesspom , da @lolita_bernardo e da @lulaspitz .


O ACIDENTE DO TANDE
Aconteceu durante um passei. A coleira se soltou, não se sabe direito o porque, pois foi muito rápido. Mas a coleira se soltou sozinha e o Tande ficou livre durante o passeio. O pequeno correu para o meio da pista e foi atropelado. Morreu pouco depois no colo da mãe, Carol. Dá pra ter idéia do que ela passou? Por isso eu peço que todos mandem pensamentos positivos, não só pro lindo Tande, mas pra mamãe dele também. Para que ela esqueça e tire essas imagens horríveis da memória... Para que ela se lembre dele apenas desse jeito, lindo e alegre. Como todos nós conhecemos e nós lembraremos para sempre. 


O MESMO JÁ ACONTECEU COM A SARITA
Só que ela não estava na rua, graças a Deus! Estava passeando no gramado do condomínio fechado onde eu moro. Ela estava com uma coleira de metro nova, dessas caras, importadas. A coleira era linda! Rosa, toda florida, com a guia em fita para ser mais resistente, para cães de até 10 kg (Sarita pesa 3kg)... E mesmo assim, na primeira corrida da Sarita a coleira esticou e soltou a fita da caixinha que eu estava segurando. Resultado: Sarita que estava correndo feliz, continuou correndo feliz como se nada tivesse acontecido, a guia solta foi arrastando pelo chão atrás dela, eu fiquei com a caixinha da coleira na mão em desespero e sem saber o que fazer.

Por sorte gritei pela Sarita que parou e começou a correr na minha direção. Ela ficou correndo em círculos ao meu redor até eu conseguir pegar a ponta da guia que estava arrastando pelo chão e segurar ela. Ainda bem que era um lugar seguro, que não existiam carros nem a chance da Sarita ir embora e não voltar. Que isso sirva para vocês verem que nem as coleiras mais caras estão livres desse tipo de problema! 

Essa droga de coleira caríssima não durou 5 minutos! Em compensação, outra coleira de metro vagabunda que custou 9,99 durou anos. Ou seja, não confie na sorte. Use as coleiras de metro apenas em lugares seguros, sempre sabendo que a coleira pode soltar e nunca deixando a guia esticar até o final! Agora eu sempre prendo a coleira antes do final do comprimento dela. Nunca mais passo por esse desespero.

O que aconteceu com o Tande, poderia ter acontecido comigo.


CUIDADOS COM A COLEIRA
Todos sabemos que a coleira é a segurança que o cachorro tem para não ser atropelado, não precisamos falar isso. Mas sim, acidentes acontecem e o que aconteceu com o pobrezinho do Tande pode acontecer com qualquer um de nós. Até as melhores coleiras, das melhores marcas importadas, podem falhar. O que se pode fazer apenas é tomar algumas precauções e ficar sempre atento a pequenos detalhes. 


NA HORA DE COMPRAR A COLEIRA 
  • Escolha bem a coleira quando for comprar, olhe todos os fechos e a descrição do produto (indicação de peso e força que ela suporta)
  • Não compre coleira pela internet, compre apenas se puder pegar e testar na hora
  • Não compre coleira fechada em embalagem, compre apenas se puder abrir e testar na hora
  • Prefira sempre fechos e encaixes de metal aos de plástico 
  • Prefira coleiras feias e seguras às bonitas e frágeis 
  • Só compre se estiver com o cachorro para experimentar e ver se o tamanho é o correto
  • Nunca compre coleira maior ou menor que o ideal, ela precisa ser do tamanho correto para não machucar ou deixar o animal escapar
  • Algumas coleiras prendem com velcro e com fivela, essas são ainda mais seguras
  • Coleiras de metro (para correr) não são confiáveis para ir para à rua, apenas para parque onde não exista perigo 

NA HORA DOS PASSEIOS
  • Sempre passe a guia da coleira pelo seu pulso, para que ela não escape da mão quando o animal puxar
  • Atenção triplicada durante os passeios
  • Mantenha o animal sempre perto de você
  • Repare as coisas que estão à frente, assim você pode evitar problemas durante o passeio 
  • Se a coleira for de metro, sempre a trave antes do final do comprimento
  • Se você só pode passear na rua, só use guias comuns e mantenha o cachorro sempre perto das suas pernas
 
Eu sou muito neurótica com esse tipo de coisa... Na verdade não levo não a Sarita para passear na rua pois sempre penso que se existe a chance de dar errado, vai dar. Passeio com a Sarita apenas em parques ou dentro do meu condomínio, que tem poucos carros. Olha a Sarita passeando com a vovó dela.


Texto: Vivian Roncon

sábado, 23 de agosto de 2014

CIO - Como saber se a cadela está no cio

Apesar de saber o que é o cio, algumas pessoas tem dificuldade em identificar quando a cadela está nele, principalmente se for logo nos primeiros dias.

E aí é complicado, né? Quer levar a cadelinha pra passear, quer mandar pro banho e tosa... E se ela estiver no cio e um macho cruzar com ela sem você saber? E se de repente você olha e tem um cachorro de rua agarrando sua filha? Pânico. Pois é justamente para evitar esse tipo de problema que eu resolvi ensinar um truque básico!

EU FIZ ESSE VÍDEO AQUI MOSTRANDO NA SARITA



Mas de qualquer forma, tentei bater fotos para colocar aqui na postagem e tentar explicar para vocês. Espero que entendam e que aude!

Quando a fêmea está no cio, após o período de sangramento, ela vira a vulva para receber o pênis do macho. Isso porque na posição normal o pênis não consegue penetrar nela. Então prestem atenção que eu foi tentar explicar.

VIRANDO A VULVA PARA TRÁS

1 - Segure sua cadela de barriga para cima assim. Primeiro de tudo ela deve estar com a vulva inchada ou anormal.


2 - A vulva dela vai ficar na posição natural, relaxada, virada para cima, assim.


3 - Toque na próximo à genitália dela. Pode ser nas laterais ou na frente da vulva. Se ela virar a vulva para trás como na foto abaixo ela está no cio!


4 - Aqui tem outra foto com a comparação. Ao sentir o toque, a cadela vira a vulva para trás esperando o pênis do macho.


É isso. Não pensem que eu estou aperta do ela na foto! É preciso apenas encostar o dedo! Eu encostei na lateral, mas pode ser na frente também. Só não fiz na frente para vocês verem porque minha mão ficaria na frente e não ia dar pra bater a foto... 


VIRANDO O RABO PARA O LADO
Além de virar a vulva para trás para receber o pênis do macho, a fêmea costuma virar o rabo para lado para abrir caminho e desobstruir a passagem.. O teste do rabinho pode ser feito com qualquer cadela, mas não serve com spitz alemão porque elas já tem o rabo pro lado, né? xD

1 - Deixe a cadela em pé nas 4 patas
2 - Toque no bumbum dela com os dedos
3 - Repare se ela vira o rabo para o lado e para cima, mostrando o bumbum e liberando a passagem para a vulva.


Texto e Fotos: Vívian Roncon

Canis e Criadores Irresponsáveis - Fábricas de Filhotes

Na foto: Um macho com o focinho amarrado para não morder. Preso após cruzar / estuprar uma fêmea. Ela, além de super magra e com as costelas aparentes, está com uma coleira apertada no pescoço, a cabeça encaixada em um painel de madeira para que não possa virar e morder, o corpo encaixado e levantado sobre uma estrutura de madeira, para que não possa abaixar a traseira e presa com um cinto para não desviar para os lados enquanto o macho copula.

 
 
A foto acima foi publicada no facebook da apresentadora Luisa Mell que, indignada, resolveu contar a triste realidade de muitos canis no Brasil e no Mundo.

Muita gente não sabe, ou faz não saber, que filhotes são criados como mercadoria e os adultos são forçados a reproduzir e morrer reproduzindo. Cães de raça que nascem e morrem presos, apenas cruzando e tendo mais filhotes que devem ser vendidos caros em petshops. Esses "canis" são conhecidos como fábricas de filhotes. O EUA está lotados deles, mas aqui no Brail também existem vários.

E não é considerada uma fábrica de filhote apenas aquele canil onde os adultos ficam presos em gaiolas. Toda e qualquer forma de maus tratos, não deixar os padreadores e matrizes descansarem, má alimentação, alojamento ruim, doenças, tudo isso configura uma fábrica de filhotes e deveria ser considerado crime!


VEJAM O QUE A LUISA MELL ESCREVEU

.•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•.

Amigos, essa foto é o retrato do que significa comprar um animal de um criador comum. Percebam que a pobre cadela, visivelmente magra e cansada, esta amarrada para ser cruzada (leia-se estuprada). Sem chance de se defender, é obrigada a cruzar durante todo o dia com diferentes machos, para garantir o "sucesso" da inseminação e isso é feito a cada cio, sem descanso, até sua exaustão, quando será então descartada.

Eu sempre digo que aquele filhote "bontinho" que está na vitrine do PetShop, quase sempre tem uma triste história de família por trás e essa imagem é só uma parte dela. Além do desmame precoce que vai deixar o filhote estressado pelo resto da vida, as repetidas gravidezes e cesárias levam a mãe a exaustão com 3 ou 4 anos de vida. Isso sem falar nas péssimas condições (fezes, urinas, sujeira, espaço) em que as matrizes (reprodutoras) são mantidas.

Por tudo isso, ADOTE. Criação de filhotes quase sempre é um negócio e um negócio tem que dar lucro, acima do bem-estar dos animais. Pense nisso. Existem poucos criadores sérios. Se vc mesmo assim ainda preferir compar, nunca compre sem conhecer o canil pessoalmente, nunca compre nos petshops sem conhecer as condições em que as matrizes vivem. Vc pode estar financiando barbaridades como esta.

.•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•. .•.

Como ela disse, existem sim canis descentes. Por isso é importante adotar ou comprar apenas se você conhecer o canil e os cães adultos. Vá até o local, conheça o dono do canil, veja os padreadores e as matrizes, olhe as ninhadas, veja se os animais parecem felizes e saudáveis, se estão sujos, doentes, carentes... Se as instalações do canil são boas e seguras, se o dono ou os funcionários do lugar sabem a respeito da raça e mostram amor pelos animais. 

Perceba se aqueles cachorros estão ali porque são amados ou porque trazem dinheiro para o dono do canil. Lembre-se que um filhote de cães equilibrados emocionalmente será equilibrado! Um filhote de cães traumatizados tem maiores chances de ser um adulto desesperado e assustado. Então além de correr o risco de financiar esse tipo de atrocidade, você vai estar comprando um filhote problemático. Não financie esse mercado podre. 

Dê valor a quem cria por amor. A quem vende animais apenas para pagar os custos do canil, das vacinas, rações, pedigree. É fácil perceber quem é mercenário e quem não é! Nunca compre sem pesquisar primeiro! Por mais lindo e fofo que o filhote seja.


Foto e Postagem no Facebook: Luisa Mell
Texto: Vívian Roncon

C.E.T. Pasta enzimática que remove tártaro

Hoje eu vim falar da C.E.T. da Virbac. Uma pasta para escovar os dentes do seu cachorro ou gato que não só acaba com o mau hálito como também elimina as placas bacterianas e o tártaro! Sim, ela não só limpa os dentes e evita que o tártaro apareça... Ela ELIMINA o tártaro que seu cachorro ou gato já tem! Isso por a C.E.T. é um creme dental enzimático, que reage na boca do animal causando o íon hipotiocianato e assim agindo contra o tártaro, a placa bacteriana, a gengivite e outras doenças orais. 
Logicamente a C.E.T. não é uma pasta de dentes comum. Ela é MUITO mais cara que o normal. 

Mas ela não é um creme dental, é um remédio e por isso vale a pena. Ao invés de pagar 15 reais por uma pasta de dentes para cachorro ou gato que não tem gosto de nada e não serve pra nada, você vai pagar 60 reais pela C.E.T. E vai comprar um medicamento enzimático que realmente funciona e é indicado por todos os veterinários!

Sem falar que se o seu cachorro é pequeno a pasta vai durar muito tempo... E a validade dela é de 3 anos após a fabricação. Então não é caro. Melhor que pagar uma remoção de tártaro depois, né? Ou que ver o animal perder os dentes.


C.E.T. PASTA ENZIMÁTICA PARA HIGIENE DENTAL EM CÃES E GATOS
Controle de "tártaro" e mau hálito em cães e gatos.
1 tubo de 70g


Fórmula

Cada 100g contém
Glicose oxidase.......................0,02 g
Lactoperoxidase......................0,004 g
Sorbitol...................................47,926 g
Benzoato de sódio...................0,1 g
Tiocianato de potássio.............0,05 g
Sílica hidratada........................8,5 g
Glicerina..................................6,4 g
Dextrose.................................2,54 g
Goma xantina.........................0,99 g
Flavorizante............................3,09 g
Água purificada......................15,01 g
Fosfato bicálcico anidro.........15,02 g
Monofluorfosfato de sódio......0,18 g
Dióxido de titânio....................0,17 g


Posologia

  • Deposite uma pequena quantidade de C.E.T. ® Pasta Enzimática sobre a dedeira ou sobre a escova e, após molhá-la com água morna, incentive o animal a experimentá-la.
  • Após o animal ter se acostumado ao sabor da pasta e ao toque da dedeira ou da escova, mantenha a boca do animal fechada, posicione o instrumento na junção entre a gengiva e os dentes e, sempre neste sentido, com movimentos de vai e vem a 45 graus, escove-os completamente. 
  • Após o uso do produto não é necessário enxagüar a boca do animal. C.E.T. ® Pasta Enzimática pode ser usado diariamente na higiene bucal de cães e gatos.

Propriedades

Em contato com a boca do animal, este complexo enzimático reage com substratos presentes no próprio produto, formando o íon hipotiocianato. Esta substância, naturalmente encontrada na saliva dos animais, inibe o crescimento das bactérias formadoras de placa e neutraliza o ácido por elas produzido.


Vantagens

  • Previne a formação da placa bacteriana, do cálculo dentário ("tártaro") e das doenças periodontais e doenças sistêmicas secundárias.
  • Evita o mau hálito.
  • Praticidade: a pasta é palatável, o que facilita a administração.


A Virbac tem outros produtos para saúde animal. Além da pasta enzimática, eles possuem tiras enzimáticas para cães maiores que não podem ter os dentes escovados todos os dias. As tiras funcionam exatamente como a pasta! A enzima reage na boca do animal e combate a placa e o tártaro. 

São as C.E.T Chews, tiras mastigáveis para o controle de tártaro e mau hálito em cães.



Eles também possuem enxaguantes bucais para pets e outros produtos de limpeza. Apesar do preço, a fórmula deles é única, pois esses produtos são os únicos no mercado que funcionam dessa forma!


INICIANDO A ESCOVAÇÃO COM A C.E.T. ENZIMÁTICA 

No geral, quando o o cão ou gato estiver na troca dos dentes ele fica com a gengiva super sensível e com possíveis sangramentos. Ele não vai estar muito afim de escovação e qualquer tentativa de colocar uma escova ou dedeira na boca dele pode traumatizar ou deixá-lo com raiva. Então quando seu filhote estiver na fase da troca dos dentes, você pode pegar a C.E.T. enzimática e passar com o dedo indicador na gengiva e na bochecha do filhote. Pode molhar o dedo em água natural ou morna antes. 

Você vai ver que o filhote não vai resistir! Eles adoram o gostinho da C.E.T.! É um sabor de frango, que os deixa instigados e receptivos. A massagem com o seu dedo na gengiva deles vai até aliviar o incomodo da troca dos dentes e com isso eles ficam mais felizes. Depois você pode fazer algo que ele goste, como brincar, dar comida, dar um ossinho, etc...

Quando ele sair da troca dos dentes já vai estar acostumado com o gosto da pasta e com o seu dedo na hora dele. Assim vai ser fácil de introduzir a escova ou dedeira na escovação! E se seu cachorro ou gato não começou a ter os dentes escovados desde bebê, comece agora! Faça isso, primeiro só deixe ele lamber a pasta no seu dedo, depois vá passando a pasta pela bochecha e gengiva, até o dia que conseguir usar a escova ou dedeira.


Texto: Vivian Roncon
Site da Virbac: http://www.virbac.com.br/produtos/detalhes/15/caes/24/c-e-t-pasta-enzimática

domingo, 10 de agosto de 2014

OS NÓS! Como remover e evitar.

Olá! Esse blog é sobre os spitz alemão, mas essas dicas servem para qualquer cão ou gato de pelo longo! Vou ensinar certinho como fazer para se livrar dos nós se eles aparecerem, sem machucar a pele ou trazer dor ao ao animal.


COMO EVITAR QUE NÓS SE FORMEM
• Escove o animal pelo menos 1 vez por semana
• Retire boa parte dos pêlos mortos com a ESCOVAÇÃO ou com um FURMINATOR 
• Faça tosa higiênica (genitália, bumbum e almofadinhas)
• Nunca dê banho se o cachorro estiver há muito tempo sem ser escovado
• Se o cachorro usar coleira o tempo todo, fique girando ela e passe um dedo entre ela e o pescoço do animal com frequência



CUIDADOS PRÉ E PÓS BANHO
Se você não escovar muito bem o cão ou gato antes do banho, os pêlos mortos continuam no animal e quando ele se molhar, estes pêlos irão se soltar e se enrolar nos pêlos vivos. Você vai conseguir lavar bem o animal, mas depois do banho ele inteiro será um só nó! É preciso escovar bem antes do banho, para retirar o máximo possível de pêlos mortos antes do banho. Assim quando ele for molhado, não terá quase nenhum pêlo para se embolar nos vivos e não se formará nenhum nó.


Após o banho, você deve secar o cachorro bastante com uma toalha e deixar ele ficar se secando sozinho. Quando o pêlo estiver meio seco, meu molhado, você deve pegar o animal e escovar devagar, preferencialmente na frente de um ventilador ou secador. Dê atenção especial á áreas de difícil escovação que tem tendência a dar nós:
- Atrás das orelhas, próximo ao pescoço 
- Embaixo das patas dianteiras, suvaquinhos 
- Embaixo das patas traseiras, virilha
- Bumbum (o pêlo ali costuma ser mais crespo)

COMO SE FORMAM OS NÓS
Eles não só enfeiam o cachorro e incomodam na hora de fazer carinho. Eles prejudicam, e muito, o animal! Os pêlos mortos se acumulam e se embolam nos pêlos vivos formando uma bolinha de nó. Se essa bolinha não for removida ou desembaraçada, mais pelos mortos vão se prendendo ali e a bola de nó vai crescendo cada vez mais. Forma-se um nó grande e mais difícil de retirar. Conforme o tempo passa e mais pêlos embolam, o nó vai ficando mais duro e mais próximo à pele do cachorro. Esses nós próximo à pele são os piores que existem! 

DIFERENTES NÍVEIS DE NÓ
Podemos chamar os nós de nível 0, 1, 2, 3 e 4:
0 - Quase um nó, pêlos mortos embolados, fácil de remover. SIMPLES
1 - Nó pequeno e fácil de remover. Uma bolinha. SIMPLES
2 - Nó grande, um pouco mais difícil de remover. Bola grande. DIFÍCIL 
3 - Nó grudado à pele. Difícil de remover, não tem como cortar pois pode machucar a pele. MUITO DIFÍCIL 
4 - Nó grudado à pele com infecção escondida. Abre-se uma ferida na pele onde o nó está. MUITO DIFÍCIL 

COMO REMOVER O NÓ SIMPLES
Os nós de nível 0, aqueles que ainda estão virando um nó, saem facilmente na escova ou pente. Eu aconselho a usar sempre um pente para remover nós e passando-o lentamente. Se você escovar o cachorro rápido ou com força e tiver nó de qualquer nível irá doer e o animal não vai gostar. É importante que o cachorro ou gato goste de ser penteado para que a hora da escovação não seja uma guerra entre vocês. Então se o nó nível 0 ou 1 sair na escova ou no pente sem você puxar com força, ótimo. Se não sair, precisa cortar.

O Furminator também remove nós de nível 0 e 1, mas cuidado, pois se houverem nós de outros níveis pode doer e incomodar muito o animal. Só é aconselhável o uso do Furminator em animais sem nós, de preferência que tenham sido escovados antes com escova comum.



ESCOLHENDO A TESOURA CERTA
É importante escolher bem a tesoura! Tenho aqui dois exemplos de tesoura que servem para isso. Uma tesoura comum sem ponta e uma tesoura cirúrgica de ponta arredondada. 


A tesoura NUNCA pode ter ponta. Não arrisque. Não pense que conhece o cachorro, que o bicho é quietinho, que vai chamar alguém pra te ajudar a segurar... A chance de dar errado é enorme! E se der errado, não é apenas de arranhar ou fazer um furinho na pele que estamos falando. O animal vira instintivamente a boca e o rosto para o lugar que o perturba... Se nesse lugar tem uma tesoura com ponta ele pode ter um dos olhos furados. Assustou? Poisé... É pra assustar mesmo, porque é assim que muitos cães ficam cegos todos os anos no mundo. Então não custa nada providenciar uma tesoura sem ponta. Pode ser uma tesoura infantil! Só precisa ser uma tesoura que corte bem, pra não correr o risco de chegar na hora e ela não cortar o nó fora... Rsrs

COMO REMOVER O NÓ DA MANEIRA CERTA
Vou ensinar agora o modo correto de tirar um nó sem machucar a pele do cachorro. Para isso é indispensável o uso da tesoura sem ponta que corte bem é de um pente fino. Pode ser aqueles pentes de catar piolho hehe, quanto mais fino melhor!


É importante que você não tente arrancar o nó. Primeiro porque você pode conseguir arrancar o nó com a pele do animal junto. É comum donos sem noção ou funcionários idiotas de petshop fazerem isso. O animal vai pro banho e tosa com um nó atrás da orelha e volta com uma roda de carne viva no lugar. Gente, não é exagero, é sério. O povo faz tanta força que arranca o nó, o pêlo e a pele do animal. Então não tentem nunca puxar, para não ter uma dessas em casa, ok? Por favor.

A Sarita vai ser minha modelo nessa explicação! 

1 - Passe o pente pelo corpo do animal, abrindo a pelagem com a mão e procurando com o pente para para ver se existe algum nó, próximo ou longe da pele. Procure principalmente onde mais aparecem nós, atrás das orelhas, atrás dos braços, entre as pernas e no bumbum. Não é uma escovação! É pra passar o pente devagar, para desembaraçar.


2 - A Sarita não tem nós, mas vou usar uma liga para simular um nó na pelagem dela. Como expliquei lá em cima pelos níveis de nó (de 0 a 4), se o nó for do nível 0 ou 1 você deve conseguir remover ele só passando o pente devagar. Então vamos fazer de conta que esse nó é um nó mais difícil de remover. Daqueles que ficam grandes e próximos à pele do cachorro.


3 - Se você simplesmente segurar o nó e cortar, corre o risco de pegar um pedaço da pele do animal e cortar ela junto. Mas então, como cortar o nó tendo certeza que não está encostando na pele? É aí que entra o pente! Pegue o pente de dentes finos e enfie ele, mesmo que esteja difícil, entre a pele e o nó até ele aparecer do outro lado.


4 - Agora é só encostar a tesoura no pente e cortar, tendo a certeza que a pele do animal está abaixo do pente, protegida, e acima dele tem apenas o nó. Claro que vai ficar a falha na pelagem, mas dessa forma também você evita cortar o pelo solto que está em volta, e pode deixar no pente apenas os pêlos que estão presos no nó. Corta apenas o que realmente precisa ser cortado.

5 - Nos casos em que o pente fino não passar por baixo do nó de jeito nenhum, tente usar ele para marcar pelo menos em um pedaço onde está a pele do animal. Aí você pode ir fazendo pequenos cortes na ponta do nó, longe da pele, e com os dedos ir tentando abrir o nó no meio. Como se ele uma pedaço de pão. Você tenta ir fazendo pequenos cortes na pontinha dele, ir abrindo ele com os dedos para afrouxar o nó e depois pode ir passando um pente ou escova até desembaraçar um pouco. As vezes você consegue desfazer o nó por completo, as vezes você consegue desfazer pelo menos até o ponto de conseguir passar o pente por baixo dele e cortar como ensinei no tópico 3.


QUANDO EXISTE UMA FERIDA ESCONDIDA NO NÓ
Os nós de nível 4, aqueles que estão grudados à pele e que já machucaram a pele, causando uma dermatite ou infecção, devem ser removidos com cuidado redobrado. Analise bem a situação primeiro. Se achar que está muito feio ou que você não vai conseguir retirar, leve até um profissional de banho e tosa para remover. Mas lembre-se... Se você souber fazer, faça você. Você fará com um amor e carinho que o cara do banho e tosa não tem... Depois o animal deve ser levado a um veterinário para analisar e tratar a dermatite ou infecção que estava crescendo embaixo do nó.

QUANDO A TOSA É NECESSÁRIA
Não se deve tosar um spitz alemão, mas também não se deve deixar um cachorro ter tantos nós a ponto de precisar ser tosado. Então por favor, cuidem de seus cães, sejam responsáveis. Um cachorro em casa é como uma criança. Dá trabalho, gasta dinheiro e tem que ter atenção. Mas enfim, vamos supor que seja um cão resgatado, adotado ou com problemas de pele, ok? Primeiro todos os nós devem ser removidos, um a um, depois o profissional deve deixar o pelo uniforme usando a tesoura ou a máquina de tosa. Ao tosar um spitz muito curto, não existe a certeza que seu subpelo voltará a crescer. O subpelo do spitz pode simplesmente morrer e ficar pequeno para sempre. Se isso acontecer, apenas os pêlos longos e lisos do spitz irão crescer e você irá perceber. Um spitz nesse estado deverá ser tosado para sempre. Cães de outras raças ou spitz que não tenham problemas com o crescimento do subpelo, devem ser escovado regularmente e receber suplemento Vitaminico para incentivar o pelo novo a crescer forte e saudável. 

Texto: Vivian Roncon