Pesquise aqui

Custom Search

domingo, 20 de julho de 2014

Spitz Alemão - Cachorro de Celebridade

Vou por aqui alguns famosos que tem seus spitz alemão! 
Afinal, o lulu da pomerania pu spitz alemão, já é conhecido como "cachorro de celebridade" então não custa nada, né? Hehe
Isso porque os famosos tem uma atração sobrenatural pelos pomeranians! As celebridades simplesmenfe AMAM os lulus!

Vou colocar aqui as fotos (com as respectivas fontes) de famosos do Brasil e do Mundo com poms.
.............................

CELSO ZUCATELLI

.............................

IZABEL GOULART

.............................

KARINA BACCHI

.............................

PARIS HILTON

.............................

MILEY CYRUS

.............................

KATY PERRY

.............................

OZZY

.............................

SYLVESTER STALLONE

.............................

KRISTEN STEWART
Foto: furever.ca

.............................

KELLY OSBOURNE


.............................

ELIANA

.............................

MARIANA RIOS

.............................

MICHELLE RODRIGUEZ 

.............................

SHARON OSBOURNE

.............................

RIHANNA

.............................

FRED DURST / LIMP BIZKIT

.............................


SOL - Benefícios e Problemas

OS BENEFÍCIOS DA LUZ SOLAR AOS ANIMAIS

O sol da manhã, que tem um tom amarelado, tem muitos raios ultravioletas, age como um tipo de desinfetante principalmente contra ácaros e parasitas e ajuda a manter a saúde dos brônquios e pulmões. Mas cuidado com a incidência desse sol da manhã, pois os raios dele podem manchar tecidos e plásticos, inclusive gaiolas e bebedouros. O sol alaranjado da tarde tem muitos raios infravermelhos, que aquecem e podem queimar. Esse sol da tarde nunca deve ser pego diretamente pois pode prejudicar os olhos e a pele dos animais. 



A luz solar é importante para manter tanto a saúde física como emocional dos homens e animais. Quando o raio de sol passa pelos olhos, é enviado ao cérebro uma sensação de prazer, cerotonina. Por isso tantos os humanos quanto os animais são mais felizes quando tem contato com a natureza. Se o animal viver preso dentro de casa, sem pegar sol nunca e sem acesso a janelas, pode se tornar um animal triste e estressado. Sem contar que é importante que os bichos vejam o sol nascer e se por para terem noção de tempo e saberem a hora de dormir, comer, brincar, etc. Se os animais não sabem quando amanhece e quando anoitece eles ficam desequilibrados física e mentalmente. 

A luz solar da manhã também tem função bactericida, ajudando a manter a pele saudável e agindo contra dermatites. Os cães que estão com problema de pele, além do medicamento indicado por veterinário, devem tomar banhos de sol matutinos para ajudar a curar mais rápido.


LUZ SOLAR E A VITAMINA D

A luz do sol faz com que o corpo produza vitamina D. Então animais doentes ou debilitados precisam pegar um pouco de sol pela manhã para aumentar as taxas de vitamina D. Viroses que melhoram com suplementos vitaminicos também podem diminuir com o banho de sol do cachorro pela manhã! Nos casos de cinomose ou parvovirose, a vitamina D ajuda o animal a reagir e vencer o vírus.

A vitamina D é indispensável para o organismo e é responsável pela absorção do cálcio, ajuda do o animal a ter dentes e ossos fortes e saudáveis! O banho de sol ajuda muito principalmente na infância e adolescência do cachorro, quando os ossos estão se formando e firmando.

Os raios solares estimulam o corpo a produzir a vitamina D, que age de diversas formas no corpo:
- Aumenta a imunidade
- Fortalece os ossos
- Melhor desenvolvimento embrionário
- Inibe o câncer 



PASSEAR É BOM E TODO CACHORRO GOSTA!

E o sol é o principal motivo de preferir passear pela manhã. Porque além da felicidade trazida pelo passeio em si (por ver pessoas, animais, carros...), o cachorro recebe a sensação prazerosa dos raios solares que passam pela retina e mandam mensagens de felicidade ao cérebro. Lógico que você passeia com o seu cachorro no horário que você pode passear, mas lembre disso e comece a aproveitar quando puder levá-lo para passear pela manhã! 


DÊ AO CÃO A OPÇÃO DE PEGAR SOL

Os raios de sol trazem tantos benefícios que o cachorro sente necessidade de pegar sol pelo próprio instinto. Como na natureza os caninos usam o sol para equilibrar a saúde da pele e a quantidade de parasitas, os cães domésticos sentem a mesma vontade. 

Se você mora em um terreno que tenha quintal ou jardim, deixe que o cão possa ir pegar sol de sentir vontade. Mas se você mora em uma residência fechada, veja se em alguma janela costuma entrar os raios de sol da manhã. Mostre ao seu cão que ali entra sol e comece a deixar a cortina dessa janela sempre aberta, para que ele possa deixar ali se tiver vontade. Eu moro em apartamento, mas a Sarita tem a janelinha dela de pegar sol!

Como bons pais, devemos buscar sempre a felicidade dos nossos filhos, né? E o sol realmente traz muita felicidade aos cães!


PROBLEMAS / QUEIMADURAS

• OLHOS
Eu já disse que o sol da tarde queima, mas não custa nada explicar melhor a respeito, né? Do mesmo jeito que o sol pode machucar a nossa pele e nos cegar, pode fazer isso com os cães! Sol forte nos olhos pode danificar irreversivelmente as córneas e retinas, cegando o animal. Nessas horas o boné ou chapéu para cães não é apenas um enfeite. Você pode usar para ajudar a proteger os olhos do seu animal. Além dos bonés, agora também existem óculos de sol para cães! Pouco encontrados no Brasil, mas facilmente encontrados em lojas virtuais.


• PELE
E os raios de sol agem da mesma forma na pele dos cães e na nossa. Se o sol nos bronzeia e queima, fará o mesmo com os cachorros e gatos. Animais de pêlos longos correm menos risco de queimaduras de pele, porque a pelagem protege um pouco. Mas os cães de pêlos curtos ou tosados podem se queimar muito facilmente. Quando o cachorro ficar preso no quintal ele deve ter um canil com sombra e água em temperatura ambiente para se refrescar. Mas se for um dia atípico, como um passeio em família onde o cachorro vai junto, se ele tiver pelos curtos você deve passar protetor solar. Sim, o mesmo protetor usado em pessoas ou um protetor específico para cães! Passe principalmente mas costas e cabeça do cachorro. Assim se o sol estiver muito forte ele estará protegidos! Cães de pele clara também são mais atingidos que os cães de pele cinza. 



• PATAS
O cachorro também pode queimar as almofadas das patas! Lembre-se que você usa sapatos, mas ele não. Andar na grama embaixo de sol é muito gostoso, mas andar em cimento, asfalto ou areia, pode queimar as patas do seu animal! Então se precisar sair de casa com ele embaixo de sol forte, procure fazê-lo passar por locais de sombra ou de grama. 

Passear com os cães no sol quente é muito complicado. Principalmente se for uma caminhada longa e o piso esquentar muito. As queimaduras podem ser bem sérias e deixar o animal muito tempo sem andar. Então por favor, pense nisso quando for sair com seu cachorro! Sapatinhos também são bem-vindos e ajudam a proteger as patas dos animais.


Texto e fotos da Sarita: Vívian Roncon
Imagens: 

sábado, 19 de julho de 2014

Explicando o Desvio Portossistêmico - Shunt

Oi gente! A postagem de hoje é sobre uma doença muito comum, principalmente em animais jovens, mas que é muito mal divulgada e difícil de diagnosticar, a doença é o Shunt, desvio portossistêmico. Ela é a doença mais comum do sistema hepatobiliar em cães e gatos. Como é complicado, vou fazer o artigo bem organizadinho, ok?

O QUE É O SHUNT?
Falando de grosso modo, é uma veia com problemas que acaba deixando sangue venoso, não filtrado, cair no lugar errado. O sangue "sujo", cheio de impurezas e toxinas, desvia o caminho e ao invés de entrar no fígado e ser filtrado, cai no lugar errado. É uma anomalia vascular que faz com que o sangue que vem pela veia porta (em direção ao fígado), entre diretamente na circulação sistêmica (daí o nome shunt "portossistêmico"), cavidade abdominal ou lugar errado do fígado. Esse sangue deveria ser limpo e metabolizado no fígado, mas como desvia o caminho acaba caindo na corrente sanguínea ainda cheio de toxinas. Proteínas, aminoácidos, amônia, todos ficam rodando livremente pelo sistema sanguíneo e acabam indo para o cérebro causando várias complicações.

SHUNT INTRA OU EXTRA HEPÁTICO 
É quando o desvio da veia porta ocorre dentro ou fora do fígado. A causa da anomalia pode ser congênita ou adquirida, não existe uma explicação exata de porque ela ocorre, mas no geral os animais costumam nascer com o shunt.

QUEM CORRE MAIS RISCO DO SHUNT?
A causa genética ainda é desconhecida, mas é uma anomalia que atinge principalmente animais jovens, com cerca de 1 ano. Isso não significa que animais mais velhos estão livres do problema! O shunt já foi diagnosticado até em cães idosos. Ele pode ocorrer em ambos os sexos. O shunt também ocorre com maior frequência em cães de raça pura, sendo o yorkshire terrier o mais afetado. 

SINTOMAS
Os sintomas não são exatos e podem ou não ocorrer. No geral estão ligados à problemas do sistema nervoso, digestivo ou urinário. Podem resultar em uma insuficiência hepática e hipoglicemia. Os sintomas dependem do problema que o shunt provocar. Se ele causar um distúrbio urinário, os sintomas serão em maioria voltados para o trato urinário. Se causar um distúrbio nervoso, os sintomas serão aqueles voltados a problemas nervosos, como tremores, convulsões... Etc. Então a gama de sintomas que podem estar relacionados a está doença é muito grande, por isso pode ser bem difícil diagnosticar o desvio protossistêmico. Mas vou descrever os principais aqui:
  • Problemas de crescimento
  • Febre 
  • Letargia
  • Depressão 
  • Anestésicos ou sedativos não funcionam como deveriam
  • Mudanças de comportamento
  • Sensibilidade abdominal ao toque
  • Desidratação 
  • Desorientação
  • Não conseguir desviar de objetos
  • Cegueira
  • Convulsões
  • Tremores de cabeça 
  • Olhos irritados 
  • Saliva forte ou com cheiro 
  • Vômitos 
  • Diarreia 
  • Emagrecimento e anorexia
  • Falta de apetite 
  • Urina excessiva
  • Urina com sangue
  • Dificuldade de Urinar
  • Morte

DIAGNÓSTICO
Para diagnosticar o shunt - desvio protossistêmico, o veterinário pode pedir vários exames que incluem:
  • Exame físico
  • Hemograma completo
  • Radiografia com contraste
  • Ultrassonografia
  • Tomografia
  • Cintilografia 

TRATAMENTO
Basicamente, o tratamento é a cirurgia para reparar a veia que está fazendo o desvio do sangue venoso. Quando não é possível fazer a correção cirúrgica da anomalia, o tratamento pode ser clínico, porém com menor eficiência. O tratamento clínico consiste em medicamentos diários, dieta restrita e com pouca proteína e complexos vitaminicos. O objetivo do tratamento é diminuir a absorção de produtos tóxicos, já que o sangue voltará para a corrente sistêmica sem ser metabolizado. Por isso a dieta fica restrita, com rações veterinárias específicas para animais com problemas hepáticos ou gástricos. Um animal que passa pelo tratamento clínico, toma diariamente antibióticos, vitaminas e o lactulose, além da dieta severa.no antibiótico é muito importante pois as bactérias normais do corpo também ficam na corrente sanguínea e podem atacar diferentes locais do corpo do animal.

Um animal tratado com a cirurgia reparadora pode viver normalmente. Já um animal que passa apenas pelo tratamento clínico pode viver de dois meses à dois anos. Mas é o veterinário e seus exames pré-operatórios que vão dizer se o animal pode ou não fazer uma cirurgia. Isso também depende do tamanho e da localização das veias com problemas.

Abaixo temos duas imagens de uma cirurgia para corrigir o Shunt. Geralmente a veia com anomalia nem precisa ser cortada, apenas estrangulada ou fechada para que o sangue não desvie por ali. A imagem é de um caso veterinário do site da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Imagem: http://www.ufrgs.br/bioquimica/casos/2009106.pdf

ALIMENTAÇÃO RESTRITA
Os veterinários recomendam o uso da comida em lata ou da ração Hill's Prescription Diet L/D ou K/D, ou a Royal Canin Hepatic. O animal só pode comer a ração! Nenhum outro tipo de alimento, petisco ou biscoito pode ser dado. A proteína se torna um veneno para animais com shunt.


-=-=-    FRIDA E O SHUNT    -=-=-
Vou contar a história da Frida hoje! Uma cadelinha SRD, vira-lata com muito orgulho.
Ela foi resgatada com os irmãos da rua, em Belém do Pará. Frida foi a ultima a ganhar um lar, na época o apelido dela era Bolinha, por conta da barriga grande e cheia de vermes. A bichinha estava desnutrida, com queda de pêlo e verminose. Não se sabe ao certo a idade dela, mas os veterinários acreditam que ela tinha uns 3 meses quando foi resgatada. O "dono" da mãe, aparentemente, só esperou os filhotes desmamarem para jogá-los na rua. 

Mas a Frida teve sorte! Foi resgatada e virou filha da minha amiga Édissa Outeiro. Foi muito bem cuidada, se livrou das vermes, recebeu alimentação com ração premium, teve acompanhamento veterinário, enfim, tudo perfeito. Frida deixou de ser uma bolinha bonitinha e virou uma linda cachorrinha. Na foto temos ela quando foi resgatada e após 1 ano.


OS SINTOMAS NA FRIDA
Tudo ia bem até que se descobriu o Shunt, quando ela estava com cerca de 1 ano e meio.
Os sintomas que levaram a dona a procurar o veterinário foram:
  • Febre alta a cada duas semanas
  • Vômitos semana sim, semana não
  • Diarréia semana sim, semana não 
  • Falta de apetite
  • Perda de peso / anorexia
  • Bebendo pouca água 
  • Olhos irritados
  • Saliva forte, dando alergia na dona



SALIVA COM AMÔNIA
Sim. Esse foi o sintoma que fez descobrirem o shunt na Frida Kahlo.
A mãe dela, Édissa, tem alergia a amônia e começou a ter alergia às lambidas da cachorrinha. Muito estranho de início e ninguém entendia o porque. Os 2 primeiros veterinários onde a Frida foi consultada ignoraram totalmente a saliva alérgica. Até que o terceiro veterinário levou isso em consideração! Ao perguntar tudo que a Édissa tinha alergia, ele chegou a conclusão que era a amônia. 

O shunt deixa as impurezas circulando no sangue e a principal que se espalha pelo cachorro é a amônia! Por isso a amônia está a saindo na saliva da Frida e dando reação alérgica à pele da dona. Os olhos da cachorrinha também estavam irritados por conta da amônia nas mucosas.

EXAMES DE SANGUE
Primeiro o veterinário pediu um hemograma que deu uréia alta. Depois foi feito um exame de sangue específico que mostrou a alteração na amônia, que estava 4x mais alta que o normal no sangue. 

ULTRASSON E TOMOGRAFIA
Constatado que é shunt, o veterinário fez um ultrassom para ver o local do desvio, mas a imagem não ficou muito nítida. Foi então pedida uma tomografia para ver se o local do desvio é operável ou não.


Texto: Vivian Roncon
Fotos da Frida: Édissa Outeiro
Fontes:

sábado, 5 de julho de 2014

Idade e Tempo de Vida

Todo mundo diz que 1 ano de cachorro equivale a 7 anos humanos, né? Mas isso não é aplicado a qualquer cachorro! 1 ano canino equivale a anos humanos diferentes de acordo com o tamanho do animal. 


CÃES PEQUENOS VIVEM MAIS QUE OS GRANDES
Quanto menor o cachorro, mais ele irá viver. Isso porque o metabolismo dele muda e com isso a estimativa de vida também! Como nos cães a diferença de peso pode ser gritante, dos 2kg aos 90kg, a resposta do corpo do animal também é gritante. Cães grandes ou de raças pesadas, sofrem mais a ação do tempo que os cães miniatura e toys.

DESENVOLVIMENTO E ESTIMATIVA DE VIDA
A maturidade dos cães e a qualidade de vida também mudam de acordo com o tamanho. Por exemplo, um cachorro miniatura está totalmente formado aos 2 anos e pode viver mais 15, 17 anos sem problemas. Já um cachorro grande ou gigante, só estará com o esqueleto todo formado aos 2 anos e após isso viverá em média apenas 6, 7 anos. Lógico que sempre existem exceções, mas para os bulldogs, por exemplo, 1 ano humano costuma ser o equivalente a 13 (pasmem, 13) anos humanos. O que faz o animal viver muito menos tempo.

CALCULE A IDADE DO CÃO PELO TAMANHO
  • Miniaturas: 1 ano é igual a 3 anos humanos
  • Pequenos: 1 ano é igual a 4 anos humanos
  • Médios: 1 ano é igual a 5 anos humanos
  • Grandes: 1 ano é igual a 7 anos humanos
  • Gigantes: 1 ano é igual a 9 anos humanos

RISCO DE CÂNCER DE ACORDO COM O TAMANHO
Como nos humanos, o risco de ter câncer é maior com o passar da idade. Como nos cães grandes a idade chega mais cedo, eles obviamente tem mais riscos de morrer com câncer que cães pequenos. O que significa que cães pequenos e miniaturas podem ter câncer a partir dos 10 anos, enquanto cães grandes e gigantes podem ter com apenas 3, 4 anos. 
A porcentagem do risco de morrer por câncer para animais não castrados é:
  • Grandes: 50%
  • Pequenos: 10%

A ESTIMATIVA DE VIDA DO SPITZ ALEMÃO 
Nos pomeranians a estimativa de vida é de 12 a 16 anos. 
A conta dos anos neles seria de 1 - 4 anos humanos. 


Mas cada animal é diferente do outro! Sempre existem exceções. A alimentação boa ajuda muito, principalmente se for antioxidante. Prática de exercício, pegar sol de manhã, ficar livre de estresse, ser castrado, ser imunizado com vacinas, ajuda a manter seu animal saudável por mais tempo. Lógico que cães que já apresentam alguma enfermidade tendem a viver menos. Mas para ilustrar isso vou contar a história de uma cadelinha chamada Thalya!

THALYA, A POODLE DE 24 ANOS
Na verdade são 23, ela só fará 24 mês que vem, mas já dá para considerar, né? 
A estimativa de vida nos poodles é de 10 a 15 anos. Mas nossa Thalya já está com 24! 
Essa viveu, viu? Não é minha, mas é de uma amiga de infância. Eu vi a Thalya ainda filhotinha! Quando minha amiga ganhou ela tinha apenas 9 anos. A Thatha era uma bolinha de pêlos de apenas 1 mês de vida. Uma poodle branca que cresceu junto com a gente. 


Ao longo desses 24 anos a Thalya, ou Tetexu, não foi castrada. Teve algumas poucas ninhadas e meteu um susto na dona Danielle quando,mãos 19 anos apareceu com filhotes. Simplesmente quem deveria estar tomando conta dela deixou a bichinha cruzar com outro poodle e não contou para a família dela. A dona percebeu que ela estava dormindo muito, fazendo muito xixi, e como ela não estava tosada e era gordinha nem perceberam a barriga. Um dia ao chegar em casa encontraram a Thalya, com seus 19 anos, amamentando 2 bebês recém-nascidos embaixo da cama! Ela poderia ter morrido pela idade, foi muita irresponsabilidade e sacanagem de quem deixou ela cruzar escondido dos donos, mas a Thalya aguentou bem a barra. Os bebês nasceram saudáveis, ela não teve nenhum problema, eles cresceram e ganharam famílias novas. 


Nesse período a dona da Tetexu precisou viajar e não podia levá-la. Ela não foi doada, mas ficou aos cuidados de amigos próximos, que a trataram como filha na ausência da dona. Esse é um textinho de desabafo da Danielle Fleury, minha amiga e mãe da Thalya.


Logo a Dani conseguiu voltar para buscar a Thalya, que mesmo velhinha, sem ver ou ouvir direito, reconheceu o cheiro e os carinhos da mãe. É emocionante, mas ao reconhecer que aquela pessoa que estava mexendo com ela era a dona, Tetexu entrou em desespero e chorou de felicidade. É amor demais preso dentro de uma bichinha tão pequena e valente.

Como todo cachorro idoso, a Thalya já não é muito ativa, dorme bastante e não dispensa uns agrados.


Acontece que a pobrezinha, já que nunca foi castrada, apresentou a porcaria da piometra. O desespero se instalou por não saber se ela resistiria à anestesia! Ao mesmo tempo que poderia morrer na cirurgia, ela iria morrer se não retirasse o útero. Foi aí que a Danielle, enfrentou dias de filas sem fim para conseguir senhas, exames e a cirurgia no hospital público veterinário do estado de São Paulo. 


Enquanto esperava a cirurgia, Thalya ficou tomando antiflamatorios e antibiótico para conseguir diminuir a inflamação do útero e poder operar. Só os remédios não resolvem o problema, mas eles ajudaram a diminuir um pouco o tamanho do útero.

No final deu tudo certo. Danielle conseguiu os exames e a cirurgia, Thalya não morreu na anestesia, acordou e voltou para casa. Espero que ela esteja pronta para viver mais alguns anos ainda! Se formos calcular a idade da Tetexu, aos 24 anos, se cada ano dela for equivalente a 4 anos humanos, ela está hoje com 96 anos!



Texto e Foto da Sarita: Vívian Roncon
Fotos da Thalya: Danielle Fleury

domingo, 29 de junho de 2014

Furminator - Tudo a respeito

Oi! Não tem ninguém que não se impressione ao ver o vídeo de marketing do Furminator, né? Aí se você tem algum bichinho que solta muito pêlo pela casa já fica todo interessado. Começam a vir as dúvidas, "será que o furminator funciona?, "furminator arranca o pêlo?", "furminator corta?"... Pois eu vou responder essas perguntas todas neste artigo!

Em primeiro  lugar, vamos explicar o que é o Furminator, pois tem gente que ainda não conhece!


O QUE É E COMO FUNCIONA O FURMINATOR?
Ele é uma espécie de tosquiadeira, que não só penteia, mas tem dentes que retiram os pêlos mortos. Ao passar o furminator no cachorro ou no gato, todo o subpelo morto, solto, vai sair preso à escova. O animal fica com a aparência de mais leve, a pelagem fica mais solta, a casa e a roupa ficam com muito menos pêlo. Ele promete diminuir em até 90% a perda de pêlos do animal. 


FURMINATOR NÃO DÓI, CORTA OU ARRANCA O PÊLO?
Não. Apesar dos sites do Furminator dizerem que ele não corta nem arranca os pêlos eu fiz meus próprios testes para ter certeza antes de usar na minha filha Sarita. Os dentes do furminator exercem uma leve pressão sobre os pêlos e os mortos, soltos ou deficientes saem. Os pêlos bons e saudáveis ficam no animal! 

Na foto eu mostro como são os dentes do furminator dos dois lados. A imagem debaixo possui uma parte fechada na base, que por mais que pareça uma lâmina não é. É um ferrinho sem corte, mas que causa uma certa resistência ao pelo, fazendo com que os mortos de prendam na escova.


Fiz testes também com cabelo e pêlos do braço/peito do meu marido. Não corta nenhum fio! Fiz testes inclusive com pêlos já soltos da Sarita, eles não foram cortados.

PROBLEMAS DE PELAGEM
O Furminator só deve ser usado em animais saudáveis! E sempre deve ser o indicado para a espécie, tamanho e pelagem do animal. O furminator de cães só serve para cães e o de gatos só serve para gatos. Não use furminator para pêlos curtos em animal de pêlos longos, pois nesse caso pode ocorrer dano à pelagem. Existem vários modelos de furminator para você escolher o certo para o seu caso!

Cães ou gatos com deficiência de vitaminas, com alimentação precária ou com problemas de pele não devem ser submetidos ao uso do furminator! Isso porque ele retira apenas os pelos mortos ou doentes. se o animal estiver com os pelos soltando pode ficar com falhas bruscas na pelagem! Chegando a ficar careca em alguns lugares! Mas isso não é um problema do furminator, é um problema de pelagem do animal!
Algumas coisas prejudicam a pelagem dos cães e gatos:
  • Muito tempo sem tomar banho
  • Tomar banho toda semana
  • Não ser escovado
  • Se molhar e não secar completamente
  • Alimentação pobre
  • Estresse
  • Não pegar sol nunca
  • Sistema imunológico fraco por algum outro problema
Muita gente acha que o cachorro tem que tomar banho toda semana pra não ficar fedido... Não! O cachorro só fica fedido porque você dá banho nele toda semana! Se lavar muito a pelagem do animal, principalmente com shampoo, os pelos morrem e apodrecem. As defesas e óleos naturais da pele do cachorro param de ser fabricados e o cheiro ruim aparece, as vezes logo após o banho. Então por favor, eu peço mais uma vez, banho só de 15 em 15 dias ou 1 vez por mês! É a saúde do seu animal que está em risco!

EXEMPLO DE FALHAS NA PELAGEM
Aqui eu tenho um exemplo. É uma mensagem de um fórum português sobre animais. Aqui uma usuária chamada Janaina mostra duas imagens e culpa o furminator pelas falhas na pelagem. Gente, é isso que eu estou tentando dizer, para que esses animais tenham ficado desse jeito, eles estão com problemas de pelagem, deficiência de nutrientes e vitaminas, ou/e usaram o furminator repetidas vezes sem dar descanso à pelagem. Tem que ter bom senso! O animal só está assim porque o dono foi sem noção.


COMO RESOLVER PROBLEMAS DE PELE E PELAGEM
  • Comprar uma ração boa ou especial para problemas de pele
  • Dar suplementos vitamínicos receitados pelo veterinário
  • Deixar o cachorro pegar sol pelo menos 1 vez por semana
  • Nunca deixar o cachorro ficar molhado
  • Dar banho apenas de 15 em 15 dias ou 1 vez por mês
  • Usar shampo ou sabonete especial para problemas de pele
  • Escovar pelo menos 1 vez por semana
FURMINATOR EM SPITZ ALEMÃO 
Comp expliquei, ele vai retirar o subpelo morto do cachorro. Lógico que quem tem spitz alemão sabe que o subpelo é o responsável pelo volume da pelagem do animal. Então um cachorro com a pelagem bem cheia tem muito subpelo, mas não adianta nada se ele subpelo é todo de pêlos mortos e soltos, né? O furminator não vai estragar o subpelo do seu pomeranian, mas vai retirar o pelo morto, inclusive impulsionando a produção de mais subpelo saudável. Se você usar e achar que seu spitz perdeu volume, então procure um veterinário para ministrar algumas vitaminas, pois o subpelo dele está a deficiente.

Eu sou dona de uma spitz fêmea, que como todos sabem possue menos volume na pelagem. Isso acontece porque as fêmeas passam por várias trocas de pelo ao longo da vida. Cada cio ou mudança hormonal faz com que a cadela passe por uma nova mudança de pêlos, similar à mudança drástica da pelagem de filhotes. Acontece que é justamente nessas trocas de pelagem que furminator ajuda MUITO

Fuminator M Long Hair
Eu comprei o Furminator para cães de pelo longo tamanho M e deu certinho para um spitz alemão! Então quem quiser comprar, o tamanho P ou M dão certo. Aqui em Brasília o preço do furminator é entre 110 e 150 reais, dependendo do tamanho e especificação. O furminator de cachorro não serve para gatos o de gato não serve para cães. 

COMO USAR O FURMINATOR
Vou ensinar agora a maneira correta de usar o furminator, porque logicamente se você ficar esfregando ele no cachorro ou gato vai machucar! Então para evitar que pessoas sem noção machuquem seus animais, não me custa nada explicar aqui e ajudar estes bichinhos hehe
  1. Escove o animal para desfazer qualquer nó, principalmente na área do bumbum, orelhas e entre as patas.
  2. Utiliza um furminator com o tamanho e especificação correta para seu animal, para evitar dano à pelagem
  3. O Furminator para cães ou para gatos é diferente, não tente quebrar o galho usando o errado
  4. Passe o furminator sem apertá-lo muito forte, você não quer arranhar a pele do animal, então tenha bom senso
  5. Puxe devagar o furminator até terminar a área que você está escovando
  6. Não use ele repetidamente no mesmo lugar
  7. Passe o furminator em todas as áreas do animal, inclusive onde você nunca lembra de escovar
  8. Tenha um saco plástico ou lixeira para ir jogando os pêlos soltos
  9. Não demore no processo para não estressar o animal
  10. Quando tiver passado o furminator em tudo, termine a sessão mesmo que ainda esteja saindo pêlo
  11. É importante parar de usar para não irritar a pele nem retirar muitos pelos do mesmo lugar
  12. Só utilize novamente após 15 dias
 
Tenho um vídeo no youtube mostrando o uso do furminator na Sarita! Ela odeia escovas, pentes e consequentemente o furminator hehe. Então se comporta muito mal no vídeo, mas pra você que tem um spitz alemão e quer ver se vale a pena comprar um, vale muito a pena assistir.




Texto, Fotos e Vídeo: Vivian Roncon

sábado, 28 de junho de 2014

TUDO sobre a Terrível Piometra

A Piometra é uma doença que atinge fêmeas tanto de cachorro como de gato. Prometo usar as imagens menos feias para ilustrar esse post e deixar vocês, donos e pais de animais, cientes da prevenção, da doença e do tratamento! No geral todas as femeas estão sujeitas a ter piometra um dia, mas existem algumas coisas que aumentam MUITO as chances da doença.

AUMENTAM AS CHANCES DE PIOMETRA:
  1. Nunca ter cruzado
  2. Nunca ter tido filhotes
  3. Ter tido muitas ninhadas
  4. Tomar injeção anticoncepcional
  5. Tomar remédio abortivo para ninhadas indesejadas
  6. Não ser castrada antes da velhice

O QUE É A PIOMETRA?
Nada mais é que a inflamação do útero. Se a cadela / gata usou muito o útero, ou nunca usou, ele pode simplesmente ficar irritado, inflamar e desenvolver uma infecção. Com a infeção, o pús produzido começa a preencher todo o útero "recheando-o". Uma infecção gravíssima que só é descoberta em estágios avançados.
PIOMETRA ABERTA x PIOMETRA FECHADA
Como o útero vai ficando cheio e pús, este pode ou não sair pela vagina da fêmea. se o pús sair, ótimo! É sinal que a fêmea tem uma Piometra Aberta e assim você consegue descobrir a doença e correr para o veterinário. Mas se o pús não sair, se ficar preso dentro do útero, é uma Piometra Fechada e dificilmente você irá descobrir a doença a tempo de salvar o animal.
  • Piometra Aberta: Pinga pús, você descobre a doença e pode operá-la de emergência.
  • Piometra Fechada: Não pinga pús e você não tem como saber que a fêmea está com a doença.

SINTOMAS DE PIOMETRA
  1. Animal inquieto
  2. Barriga dilatada
  3. Aparência de fêmea gestante (roliça)
  4. Pigando pús amarelo, rosa ou verde pela vagina
  5. Não parar de sangrar após o período de sangramento do cio
  6. Pupilas dilatadas
  7. Febre
  8. Sangue no xixi
  9. Carne rosada saindo pela vagina
Não vou colocar fotos aqui, ok? Todo mundo sabe ou deveria saber a aparência de pús... Se você achar que o xixi da sua fêmea está saindo turvo e não transparente, procure um veterinário para fazer um exame antecipado. Se a cadela / gata fizer as necessidades dentro de casa é mais ver se está pingando pús ou sangue. Mas se sua fêmea costuma ir na grama ou vive em um quintal, fica mais difícil. No geral, tente observar sua fêmea fazendo xixi, pois é nessa hora que mais costuma sair secreção.

ATENÇÃO:
NUNCA DÊ ANTICONCEPCIONAL E CASTRE SUA FÊMEA ANTES DA VELHICE!
MINHA CADELA / GATA ESTÁ COM PIOMETRA!
O que fazer? Em primeiro lugar, correr para um hospital veterinário. Como se trata de uma infecção, existem diferentes estágios da doença. Se a infecção estiver no início o veterinário irá agendar uma cirurgia. Mas se a piometra já estiver em um estágio muito avançado, a cirurgia deve ser imediata.

RAIO-X E ULTRASSOM PARA DIAGNÓSTICO

Se o veterinário não tiver certeza de que é piometra, ele pode pedir um raixo-x ou ultrassom para descobrir. Aqui vou comprarar dois ultrassons, o primeiro de uma fêmea gestante e o segundo de uma fêmea com piometra para que você possa notar a diferença.
 
Fêmea gestante - imagem de dogo-aleman-mexico.1foro.com
Fêmea com piometra - imagem de videosdigitals.uab.es
Na fêmea prenhe, é possível ver os crânios e as colunas de cada um dos filhotes dentro dela! Assim o veterinário pode contar e te dizer mais ou menos quantos devem nascer. Já no raio-x da piometra, tudo o que se vê é o volume do útero todo cheio de pús. Como o útero de cães e gatos é em formato de V ou Y, os filhotes ficam em fila dos dois lados do útero e saem, um de um lado, um do outro, até todos nascerem. Quando a fêmea está com piometra, o útero cheio fica com a aparência de um intestino, cheio de curvas e dobras, que mesmo na piometra aberta seguram o pús dentro dele.
SE A PIOMETRA NÃO FOR TRATADA
Se não tratar a piometra rápido, a fêmea vai morrer. Quando você descobre a doença precisa correr contra o relógio para salvar a sua cachorrinha! Isso porque, como o útero vai enchendo de pús, ele enche tanto que chega a se romper. Se ele romper, abrir, dentro da barriga da fêmea, o pús irá se espalhar por todos os órgãos e ela morre de infecção generalisada. Então é preciso correr para remover o útero antes que ele se rompa! As paredes do útero que normalmente são grossas e elásticas, ficam bem mais finas e frágeis.

Essa é a comparação entre um útero normal e um com piometra.

imagem de entrepatasebigodes.blogspot.com

NO CASO DE FÊMEAS IDOSAS
Se a sua fêmea está com piometra porque já está bem velha e não foi castrada, você pode até pensar que operar seria um risco dela morrer, mas se não operar ela morre com certeza! É melhor correr o risco dela morrer com a anestesia e você dormir tranquilo sabendo que fez de tudo para salvá-la, do que não operar e deixar ela morrer sofrendo enquanto você olha! Pense nisso, se operar ela tem a chance de viver mais algum tempo sem sofrer.

TRATAMENTO DA PIOMETRA
Se ela estiver no início, o médico irá receitar antibióticos e agendar a cirurgia. Se ela estiiver em um estágio avançado a cirurgia deve ser feita imediatamente. Não tem jeito, de qualquer modo a única chance de salvar o animal é a cirurgia para remoção do útero! Não existem remédios capazes de reverter a piometra. Nem antibióticos fortes são capzes de salvar o útero, eles apenas deixam o veterinário ganhar tempo para operar.

A CIRURGIA PARA REMOVER O ÚTERO
É preciso remover o útero para que ele não se rompa e não caia pús dentro da cavidade abdonimal da cadela / gatta, né? Então a remoção do útero é muito delicada! Não se pode apenas abrir e cortar as ligações do útero para depois sutirar. Se fizer isso o pús vai escorrer ou pingar e a fêmea morre de infecção generalisada de qualquer jeito!
Antes de remover o útero, ele deve ter as extremidades amarradas, como quando amarramos o cordão umbilical de um bebê, para pode cortar sem que o pús saia. O útero fica muitas vezes maior que o tamanho normal, então tudo fica mais complicado. O veterinário irá puxar todo o útero para fora do corpo da fêmea, mas com ele ainda preso. Ele irá dar nós com linha bem apertada nas extremidades onde irá cortar, ou prender com pinças cirúrgicas, depois ele corta e costura a parte interna do animal, retirando o útero inteiro e cheio, com as pontas amarradas! Geralmente o veterinário oferece aos donos para que eles vejam o tamanho que o útero estava... É assustador! No geral, as fêmas ficam muito magrinhas após a cirurgia, o que te dá a certeza que metade do peso delas era o útero com pús.

RECUPERAÇÃO / PÓS CIRÚRGICO
A cirurgia costuma demorar cerca de 2 horas e assim que o efeito da anestesia passa, se a fêmea estiver bem, pode ir pra casa. A cirurgia é a mesma para castração de fêmeas, então ela sairá da clinica com uma espécie de roupinha que impeça ela de lamber os pontos. No geral a cicatriz é bem pequena e depois fica imperceptível! A cadela / gata deve ficar 1 semana com a tal ropinha e tomando antibióticos para evitar a infecção do corte. Após esse período ela volta na clínica para remover os pontos e se tudo estiver certinho ela já pode ficar sem roupinha e sem remédios.

Na foto a seguir, uma cadelinha após a remoção do útero com piometra. O corte é bem pequeno e fica uma cicatriz muito suave depois.

imagem de juandediosveterinario.blogspot.com
COMO EVITAR A PIOMETRA
Para evitar esse mal é muito simples. Nunca dê injeções ou pílulas anticoncepcionais à sua fêmea e a castre jovem, se não pretender reproduzir, ou antes dos 6 anos. Quanto mais jovem, mais fácil e segura é a cirurgia de castração!
     
RELATO DE UM CASO DE PIOMETRA FELINA


Uma gata persa minha, na época com 4 anos e não castrada (era reprodutora de gatil) tinha o nome de Kattina. Nós não deixávamos que ela cruzasse sempre, mas mesmo assim, ela ficou "gordinha". Parecia muito um caso normal de sobrepeso. Ela agia normal e comia bem, por isso achamos que apenas regular a quantidade de ração seria o suficiente.

Ela não apresentou NENHUM sintoma fora o aumento de peso. Um dia, cheguei em casa, ela falou comigo e depois correu para o quarto. Assim que ela saiu do onde eu estava, vi que ficou uma gotinha amarelo-esverdeado na cerâmica. Corri, peguei ela e olhei a vagina. Estava molhada com a aparência de a Kattina estivesse há pouco tempo fazendo uma limpeza. Não demorou e vi surgir mais uma gotinha saindo dela.

Pegamos nossa Katt e corremos para o Hospital São Francisco, que fica na Lomas em Belém. Era um dia comu, por volta das 14 horas. O veterinário nos atendeu, apalpou a barriga dela (que apesar de gordinha era uma barriga mole) e nem pediu nenhum exame. Como eu já cheguei na clínica dizendo que saíram 2 gotas de pús da vagina, que ela não é castrada e que eu suspeitava de piometra, o veterinário viu que estava falando com quem já tinha conhecimento do assunto. Ele se disponibilizou para operar nossa gatinha naquele momento. O preço da cirurgia foi o mesmo de uma castração de fêmea, ela foi operada e 2 horas depois estava acordada e pronta para vir para casa. O veterinário cortou uma camisa de algodão de humanos e amarrou nas costas dela com vários nózinhos, fazendo uma espécie de cinta pós lipoescultura... Rsrs.

Chegamos em casa com nossa Kattina completamente grogue, ainda se recuperando da anestesia. Ela tentava andar e caía! Deseperador. Colocamos ela onde ela se sentia segura e deixamos água, comida e caixa de areia bem pertinho dela. A Katt dormiu por meia hora e já levantou para beber água e fazer xixi! Ficamos muito felizes.

A semana que ela ficou com os pontos, não podia fazer esforço nem pular... Mas ela é um gato! Ok, Foi bem dificil mante ela parada, mas deu certo e após essa semana ela retirou os pontos e ficou bem! Só pegou a mania de lamber a cicatriz com sua lixosa lingua de gato... Então o veterinario receitou uma pomadinha para passar na cicatriz para que não irritasse a pele, que já começava a esfolar de tantas lambidas.

Nossa Kattina viveu mais 6 anos após essa cirurgia! Morreu de velha, de uma hora para outra, sem nunca ter outra doença ou problema.

Texto e fotos da gata persa: Vivian Roncon
Imagens retiradas do Google em:
entrepatasebigodes.blogspot.com
dogo-aleman-mexico.1foro.com
videosdigitals.uab.es
juandediosveterinario.blogspot.com