Pesquise aqui

Custom Search

sábado, 29 de março de 2014

Berne e Bicheira (Miíase)

Muita gente pensa que bernes e bicheira são a mesma coisa, mas não são. Apenar de ambas serem larvas de mosca parasitando o animal, você vai ver aqui que são bem diferentes.

Ambos os problemas ocorrem principalmente em cães que moram em casa, chácaras ou fazendas. Animais que vivem em canis sujos também terão berne ou bicheira alguma vez na vida, por isso é importante manter o cão e o ambiente limpos, além de olhar sempre o animal para ver se não está machucado ou com algum problema. Bicheiras atacam muito os dedos dos cães, por serem um lugar úmido e de difícil acesso. Se seu cachorro começar a mancar ou a roer as patas, faça uma busca minuciosa entre os dedos dele para ver se tem algo errado.

INFESTAÇÃO POR BERNE
Não costuma matar o cachorro adulto, mas se for um filhote a quantidade de bernes for grande, pode matar sim. Cada berne mora em um furinho da pele, que fica inchadinho como uma espinha e com uma boquinha geralmente escura. Essa boquinha escura, nada mais é que o berne. Ele mora dentro da pele mas respira oxigênio, então precisa ficar com o respirador para fora. Enquanto ele respira vai comendo o cachorro por dentro, provocando dor, coceira e infecções. Como ele é uma larva de mosca, quando seja em um determinado momento vira uma pupa e depois sai do animal na forma de mosca adulta. Deixando para trás o buraco onde viveu e a casca de pupa. Esse lugar fica como uma ferida aberta e irritada, maravilhosa para outra mosca por um ovo. Apenas veterinários estão preparados para remover bernes!

INFESTAÇÃO POR MIÍASE - BICHEIRA
Essa é mais perigosa que o berne. A bicheira consiste em centenas de larva de mosca juntas, no mesmo ferimento e comendo o cachorro por dentro ao mesmo tempo. Feridas enormes que só pioram e crescem. As larvas podem cavar fundo e chegar a órgãos ou mucosas importantes para o cão. Além de provocar muita dor, mau cheiro e coceira, a bicheira pode deixar cicatrizes horríveis, como a falta de carne, ossos aparentes e mutilações. A bicheira mata e precisa ser combatida muito rápido. Se o cachorro tem um machucado e vive ao ar livre, precisa ser olhado todos os dias e o ferimento deve ser limpo e desinfetado para evitar que moscas ponham ovos ali. Se acontecer de aparecer uma larva no machucado o animal deve ser levado imediatamente ao veterinário que irá limpar, remover as larvas e fechar o machucado com curativo. Apenas veterinários estão preparados para remover bicheiras!

Essa imagem do site Dicas Peludas mostra a diferença entre Miíase e Berne.


RETIRANDO O BERNE
Essa sequência de fotos mostra um veterinário extraindo o berne da barriga do cachorro. Os donos dele foram até a clínica com suspeita de que o animal estava com um tumor de pele, mas ao examinar o médico percebeu que se tratava de um berne. Repare na primeira foto, a pela inchada e a boquinha do berne para respirar. Ao espremer a pele a larva começa a sair, mas isso só deve ser feito por um veterinário porque você pode esmagar o berne e matá-lo dentro do cão. Dessa forma um pedaço dele irá ficar dentro da pele, apodrecer e infeccionar, podendo trazer lesões muito mais graves para o cachorro. O veterinário sim sabe como apertar para retirar o berne inteiro da pele do animal.


RETIRANDO A BICHEIRA
Eu sinceramente me nego a por imagens de Miíase aqui para vocês. É uma coisa muito, muito feia que destrói o cachorro no lugar onde pegou. São imagens fortes e desagradáveis que eu não colocarei aqui. Quem quiser procurar no Google, fique a vontade, mas eu acho melhor não. Para retirar as larvas da Miíase o veterinário vai apertar a pele e retirar as que pularem com uma pinça. É um trabalho demorado que leva horas, principalmente por serem centenas de larvas juntas. Após conseguir retirar todas as larvas, o veterinário fará um curativo para desinfetar o machucado e o cão deverá ficar em observação para ver se alguma larva ficou escondida lá dentro da carne. Se alguma larva vier para a superfície o veterinário faz todo o procedimento de novo e desinfeta. O buraco que a bicheira deixa para trás é gigante e horrível. Livre das larvas, o veterinário precisa medicar o cão e fazer curativos até a inflamação diminuir, para então suturar onde for possível, buscando uma melhora na aparência do machucado. Cães perdem olhos, orelhas, patas... Tudo por conta de bicheira. Se o estado do cão for muito grave, mesmo removendo as larvas ele corre risco de morte pela intoxicação causada. Lembre-se que as larvas da Miíase vão comendo o cão por dentro e vão entrando cada vez mais fundo. Elas fazem a ferida crescer de um dia pro outro e se não for feito nada eles práticamente matam o cachorro o comendo vivo. Onde tem um machucado com bicheira outras moscas aparecem para colocar os seus milhares de ovos.... E é aí que o cachorro perde as chances de se livrar da doença. Por isso é importante olhar o cachorro sempre para que qualquer problema seja descoberto cedo e sanado.

REMOÇÃO CASEIRA x REMOÇÃO VETERINÁRIA
Lembre-se que para não ter problemas maiores o veterinário é que deve remover os bernes ou a bicheira. Mas se o cachorro morar na zona rural, longe de clínicas veterinárias, e a opção dele for morrer ou ter as larvas retiradas por alguém que não é veterinário, deixe a pessoa retirá-las. É preferível fazer errado tentando salvar o cachorro do que deixar ele ser comido vivo e aos poucos. Geralmente quem mora em fazenda já é acostumado com bernes e Miíase, esse tipo de gente já sabe retirar as larvas de olhos fechados e costumam cuidar dos próprios cães quando isso acontece. Mas se você tiver a opção de levar a um veterinário, leve e garanta que as larvas serão removidas do modo menos doloroso e perigoso para o cachorro.

Texto: Vívian Roncon
Fotos: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário